quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

AGORA O BRASIL QUEBRA DE VEZ: O POPULISMO NA ECONOMIA - RAFAEL BRASIL




Agora o Brasil quebra de vez. Joaquim Lewy sai do comando da economia, a qual aliás ele nem sempre comandou, e os populistas assumem de novo o comando. 
Em poucas palavras, mais gastos, mais impostos, e mais demagogia. Isto vai dar errado. Isto sempre deu errado.
Dilma está cada vez mais isolada. Não controla o seu partido nem tampouco a tal de coalizão governamental,  boa parte da qual tenta se safar da operação lava jato.
Aliás a chamada classe política está podre , assim como todas as instituições da república estão contaminadas seja pela corrupção, seja pelo nefasto aparelhamento do estado pela companheirada e aliados de ocasião.
Apertem o cinto que a crise vai aumentar. Crise econômica, política e social, dado o crescente número de desempregados. E para quem está ainda empregado a inflação que corrói os salários, aperta significativamente o orçamento dos mais pobres.
E as querelas jurídicas e manobras parlamentares estão em curso, mas se a saída não for pelo alto, no caso de Temer, será pela revolta popular. O que poderia ser a verdadeira revolução democrática da história republicana nacional. 
No seio do povo está se formando um consenso: Comunismo nunca mais. Mesmo este envergonhado comunismo gramsciano cuidadosamente implementado desde os tempos da ditadura, quando as esquerdas foram sorrateira e firmemente tomando conta das instituições educacionais e da mídia. 
Taí o esquerdismo dominante e que ainda dá uma certa sustentação ao petismo, sobretudo boa parte dos professores e beneficiários do chamado estamento estatal. Além dos chamados movimentos ditos sociais controlados pelo petismo.
Enquanto o país derrete, se desindustrializa, a educação e segurança estão em frangalhos, além de tudo o mais, afinal PT está destruindo o país. O pior é que pagaremos todos em pelo menos duas gerações. 
Mas muita água irá rolar embaixo da ponte chamada Brasil. Enquanto não se acha uma saída da crise política, a mesma complica a crise econômica. E, como sabemos a parte mais sensível do corpo humano é o bolso. 
E não existem perspectivas de melhoras a médio prazo. E o problema maior do país é sem dúvida alguma o PT. Temos que nos livrar logo dessa quadrilha. Mas eles resistem. Só querem se manter no poder. Só. Nem tem nem nunca tiveram projetos nem honrabilidade para dirigir nem uma bodega. É isso aí. Enquanto esta turma estiver no poder descemos ladeira abaixo. Que ainda duvida? Só boa parte dos professores, inclusive os universitários. 
São nossos "revolucionários" de cátedra. Não passam de cacarecos políticos e ideológicos. Por essas e outras o país vive à margem da comunidade científica internacional. Em outras palavras, nossas universidades não valem um derréis de mel coado no âmbito mundial. São fatos, e incontestáveis. Vade retro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário