sábado, 25 de dezembro de 2010

Franklin: Sequestrador de Embaixador e Perseguidor da Liberdade.


Franklin Martins, ainda Ministro das Comunicações, não tem mesmo limites.
Depois daquele acordo que fez com a Globo, em que ele entrou com as nádegas e o canal carioca com a botina, ele perdeu o decoro e a compostura e declarou guerra à imprensa livre.
Feito ministro do lulismo, tentou o quanto pôde controlar a mídia, ou garantir servilismo ao governo, o que, pelo menos a segunda parte, ele conseguiu através de verbas de propaganda das estatais.

Franklin é um cidadão esquizofrênico: hora está de bem, hora ele odeia os jornais, o que já chamou de '' grandes aquários'' da oposição. Imprensa boa para Franklin e o PT é aquela que bajula, que alardeia feitos não feitos e a que abafa as traquinagens da companheirada. Um dos responsáveis pelo sequestro do embaixador americano no fim dos anos 60, Franklin também demonstra frieza: disse recentemente que mataria sim o embaixador caso os presos para os quais eles exigiam soltura não fossem libertos. Teve um período de hibernação em sua fúria, quando tornou-se jornalista da Globo, e retornou com sua rispidez peculiar à imprensa livre quando tornado ministro desse governo.

Recentemente, também, Franklin falou uma das suas maiores bobagens e asneiras: disse que o governo, nesses oito anos, foi um grande garantidor da liberdade de imprensa. Mentira!! Quem garante a liberdade de pensamento, crença e de expressão não é o governo, é a CONSTITUIÇÃO. Mostra-se aí o profundo desconhecimento do que venha a ser governar respeitando as leis, coisa na qual o petismo sempre demonstrou hercúlea dificuldade.

Mesmo saindo, Franklin deixa o seu Frankenstein( perdoem o trocadilho, hehe) para o próximo governo: o tal Projeto de Socialização das Mídias( não sei vc, leitor, mas quanto a mim, sempre que ouço ou leio o termo SOCIAL e seus derivados, sinto náuseas e enjoo)que prevê a criação de uma agência reguladora para a imprensa com poder de fiscalizar, multar e cassar as concessões de transmissão. Um filtro do governo para justificar a censura.

Não se iluda, leitor, o PT nunca soube nem aprendeu ainda a conviver com uma imprensa livre. É além das suas possibilidades ideológicas, desde sua origem. É aquele partido que usa os meios democráticos para, justamente, minar, solapar a democracia por dentro e por baixo. Se a imprensa merece punição em seus excessos, já há o judiciário que é quem tem de se encarregar disso, não agência estatal. Isso é censura. E sem liberdade de expressão plena, não existe democracia.





Texto escrito por Hadriel

2 comentários:

  1. Blogueiro, vc sempre está atualizado e continua batendo nos Governos.
    Admiro seu trabalho no blog, seus esclarecimentos e sua postura.
    Gostaria que o Amigo nos desse a receita, em como um Governo realizasse o trabalho, que ao menos vc pudesse elogiar 50% desse trabalho realizado.

    Se tiver a receita, informe no seu blog. Na receita, não faça comparações. Basta dizer o que acha que deve ser feito. Se alguém fez não interessa também.
    Nos oriente apenas, como deve ser feito.

    Observe que vc distoa o tempo todo, de um Povo, que está aprovando os Governos Federal e Estadual, com índices acima de 80%, de ótimo e bom.

    Antonio Ivo - Garanhuns/PE

    ResponderExcluir
  2. Chato, para o bloqueiro, é saber que a Editora Três homenageou Franklin Martins, como um dos brasileiros do ano 2010. Lembrem-se de que a Editora Três é um dos lados mais sérios da imprensa deste país.
    Para quem só lê Veja e assiste à Globo, não faltam coisas desse tipo.
    Lembrem-se, ainda, de que o Projeto de Lei nº 65, de 1999 (Lei da Mordaça), NÃO foi de autoria de Franklin Marins, NEM de Lula. É ISSO./.
    José Fernandes Costa - Recife - jfc1937@yahoo.com.br

    ResponderExcluir