sábado, 20 de novembro de 2010

MAUS SINAIS

Está em andamento a montagem ministerial para o início do primeiro governo verdadeiramente de esquerda no país. Lula, como sabemos, governou com a direita. Ou com as idéias da mesma. Daí a principal razão do seu sucesso. Não atrapalhou, como pregava no passado, o lerdo andamento do cambaleante, mas forte capitalismo nacional. Menos mal. A economia, com Meireles firme no banco central e o comício poermanente que se tornou o governo até agora o “mais popular da história pátria”, asseguraram a transição longa e penosa ao capitalismo. Mas as reformas , claro, foram implodidas. E a nova presidenta, parece que acena para o chamado voluntarismo, abandonando a ortodoxia econômica, nadando nas águas do desconhecido, ou no plenamente conhecido num passado recente. Inflação e estagnação econômica. Ela quer controle da inflação e baixa de juros sem corte de gastos. Vai dar errado. Como fazer omelete sem quebrar os ovos? A Europa sofre com o estado do bem estar social, dos tempos áureos depois das segunda guerra. A conta chegou, e se os estados não se reformarem, estarão irremediavelmente falidos. Alguns já estão. Quando pressentimos que alguma coisa não vai dar certo, não vai dar mesmo. Se voltar a inflação, a popularidade de Lula vai abaixo. Não foi ele quem indicou a “santa” ? Ademais, quem pariu Mateus que embale.

Nenhum comentário:

Postar um comentário