quarta-feira, 15 de março de 2017

VERGONHA NACIONAL - RECORDAR É VIVER - ARTIGO DE 07 2009 - Rafael brasil


Resultado de imagem para rafael brasil blog uol

Este imbróglio entre governo e oposição no senado é uma das vergonhas nacionais. Neste pior congresso da história republicana, faz muito sentido ser presidido por uma figura como Sarney. Justamente um dos piores presidentes da nossa malfadada história republicana.  Símbolo máximo do Brasil dos coronéis patrimonialistas, sobrevive graças aos novos coronéis oriundos do sindicalismo chapa-branca, das máfias sindicais criadas à sombra do patrimonialismo estatal, criação varguista. O aparelhamento estatal pelo partido dos trabalhadores e coligados, reforçou o poder dos coronáis. Os velhos, resquícios de um Brasil rural e arcaico, e os novos, coronéis do asfalto, e a elite do peleguismo sindical, de onde o próprio Lula surgiu. Essa turma não tem ideologia, claro. Usam-na para efeitos ornamentais, pois são mesmo os novos ricos. Na verdade tem uma inveja danada da burguesia, mas esta trabalha. Os mafiosos são parasitas do estado e da sociedade. Vivem enrolando ambos.  E é uma espécie que se multiplica em todos sos setores aonde possa entrar o estado e suas “sumidades”.
O filho de Lula enricou misteriosamente. Talentoso o rapaz. Sarney queria arranjar um empreguinho no senado para o namorado da neta. Que avô bom. Como sabemos, os Sarney mandam no Maranhão há várias décadas. Por golpe de sorte – e de azar para osbrasileiros – chegou á presidência depois da morte de Tancredo Neves o homem da transição democrática. Terminou o governo como um dos presidentes mais medíocres e impopulares do país. Collor, o salvador da pátria da ocasião, ganhou do radicalismo petista. Naquela época, nem se sonhava com um pt, digamos, cor de rosa. O pt era mais marxista do que os comunistas das mais diversas matrizes. Além é claro do campeão da ética na política. Agora insiste em Sarney, com medoda CPI da petrobrás, que é um grande buraco negro. Mas que deve ter muita safadeza na empresa lá isso tem. Por que nem se fala da privatização da Petrobrás? Trata-se de uma vaca sagrada? Claro, tem muito espertinho mamando em suas tetas. E que tetas!
E Sarney bravamente resiste. E tome bomba todos sos dias, na imprensa e na internet. Fogo neles. Seria aliás interessante que Sarney falasse pelo menos dez por cento do que sabe...mesmo se fosse num acesso de loucura. Porém, não temos esta sorte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário