quinta-feira, 16 de março de 2017

DORIA É O CARA? RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem

No meio da turbulência da lava jato, eis que surge uma boa novidade na política. João Doria prefeito de São Paulo. Ele é sabido, empresário de sucesso, e tem um discurso notadamente liberal em economia e o povo está gostando. 
A cacicada do PSDB, um partido de centro esquerda, torce o nariz para ele o que é ótimo. Seguinte: Na disputa presidencial com Lula, Alkmin, o famoso picolé de chuchu, ao ser provocado pelo sapo barbudo de que era a favor das privatizações, veio num outro debate fantasiado de estatista, com uma camisa ridícula com os logotipos das estatais. Não teve a coragem de defender as privatizações, demonizadas pelo malfadado petismo.
E os liberais podem ver como o liberalismo dá votos. Doria se apresenta como um bom gestor, e um liberal. E que tem pulso firme contra baderneiros, pichadores, e agitadores que infernizam à população com passeatas, e movimentos que impedem o exercício, sempre difícil para o paulistano, do mais básico direito que é o de ir e vir.
A carcomida agora pela lava jato, cacicada do PSDB vai ficando para trás, Aécio é outro que está encrencado. E não honrou os milhões de votos que teve. Serra também, seu tempo já passou. E Doria de besta não tem nada. É um político nato, embora se apresente como um bom gestor. E por ser um político nato é que é uma boa novidade para os brasileiros. Afinal o que precisamos é de políticos. Profissionais. O resto é farofa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário