quinta-feira, 21 de abril de 2016

COLUNA DE CLAUDIO HUMBERTO - JUSTIÇA DOS EUA QUER DILMA EXPLICANDO ‘PETROLÃO’


Se não tivesse imunidade diplomática, ao desembarcar em Nova York nesta quinta, 21, a presidente Dilma seria chamada a explicar à Justiça americana seu comportamento omisso na presidência do conselho de administração da Petrobras, enquanto ocorria o “petrolão”, um dos maiores esquemas de corrupção já vistos no mundo. O Itamaraty teve de atuar para evitar uma saia justa: o indiciamento da presidente, com base nas reformas de regras de Wall Street após a crise de 2008.

COMPRA CRIMINOSA
Justiça dos EUA apura a compra criminosa da refinaria de Pasadena: avaliada em US$ 42,5 milhões, custou US$1,3 bilhão ao Brasil.

ELA SABIA
Depoimentos na Lava Jato, como o ex-diretor Nestor Cerveró, mostram que Dilma sabia da negociata em curso para a compra de Pasadena.

GATUNAGEM
Tramita na Corte Federal de NY uma class action (ação conjunta) de investidores contra prejuízos causados pela gatunagem na Petrobras.

INDENIZAÇÃO
Nessa class action, investidores internacionais exigem da Petrobras indenização total de US$ 98 bi, equivalentes a R$ 350 bilhões.

PRIORIDADE DE TEMER É DEFINIR 5 MINISTROS CAPITAIS
Michel Temer estabeleceu como prioridade a definição dos ministros da Economia, Banco Central, Casa Civil, Defesa e Justiça, confirmando-se sua posse em 12 ou 17 de maio, possíveis datas para o Senado instaurar o processo, obrigando Dilma a se afastar do cargo. Esse grupo de ministros precisa estar pronto para assumir o poder com ele, no mesmo dia. Mas a ideia é tomar posse com todo o novo ministério.

PRIORIDADE ZERO
A maior preocupação de Temer e seu “núcleo duro” são os rumos da economia. Pretendem lançar um plano de recuperação o quanto antes.

NOTÁVEIS
Ainda não há definição, apenas consultas. Murilo Portugal, Henrique Meirelles e Gustavo Franco são fortes para o Ministério da Economia.

BANCO CENTRAL
Para o Banco Central, Temer sonda muitos nomes, incluindo a permanência do atual titular do cargo, Alexandre Tombini.

A VINGANÇA DO ITAMARATY
Deve ser retaliação ao impeachment: o Itamaraty designou Américo Fontenelle para cuidar do relacionamento com o Congresso. Ex-cônsul em Sidney, foi afastado sob acusação de assédio moral e sexual.

DUPLA SERTANEJA
O diplomata Américo Fontenelle fará dupla, na assessoria do Itamaraty no Congresso, com João Carlos Gomes, chamado de “João do Pulo” pelo serpentário pelas supostas “caronas” nas promoções da carreira.

TÔ FORA
“Caititu fora de bando vira comida de onça”, disse o senador Jader Barbalho (PMDB-PA), pai do ministro Hélder (Pesca), desembarcando do governo Dilma. E ficando livre a votar pelo impeachment no Senado.

DILMA NA FRIGIDEIRA
Senadores foram chamados ao 4º andar do Planalto para uma reunião com Ricardo Berzoini (Governo) e José Eduardo Cardozo (AGD). Queriam saber a temperatura do impeachment. O governo frita.

AUTOESTIMA É TUDO
O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) continua com autoestima elevada. Após garantir que nada faria que manchasse sua reputação, disse que não dará motivos para ser chamado de “canalha”.

DESISTÊNCIA
Com suspensão do julgamento no Supremo Tribunal Federal sobre a posse de Lula na Casa Civil, ganha força no PT a recomendação para que o ex-presidente desista do cargo antes de uma negativa do STF.

SAÍDA PREPARADA
Um dia após a aprovação do impeachment na Câmara, a Presidência da República abriu licitação para compra de 15 mil litros de combustível para abastecer a “frota de veículos oficiais” da Segurança Presidencial em... Porto Alegre, terra da presidente Dilma, onde tem casa e família.

ADIÓS, CHICOS
Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) ironiza a viagem de Dilma a Nova York. “Ela tenta reescrever a história, fazendo-se de vítima. Talvez seja a última oportunidade de dar tchau à ditadura dos irmãos Castro”, diz.

PENSANDO BEM...
...como a imprensa do EUA nunca dá espaço a presidentes de 3º mundo, Dilma vai gastar uma fortuna na viagem a Nova York para ter seu discurso que só vai repercutir... no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário