quarta-feira, 20 de abril de 2016

A indignação seletiva da esquerda é uma fraude moral - POR FELIPE MOURA BRASIL


Blog comenta declarações de Dilma, PT, OAB, Wagner, Glauber Braga, Kátia Abreu...

Por: Felipe Moura Brasil  
Resumão em tuitadas:
1.
– Dilma acusa Temer de vender “terreno na Lua” mas libera na Terra R$ 50,5 milhões de emendas a deputados do PR que votaram não ao impeachment.
– Vice-presidente da Câmara que limitou investigação contra Cunha no Conselho de Ética é Waldir Maranhão, que votou contra o impeachment, ok?
– Waldir limitou objeto da denúncia, como foi feito com processo contra Dilma. Cunha cobrou coerência do PT que, só no caso dele, critica limitação.
– Senador Magno Malta (PR-ES) rebate ataques contra deputados que votaram por impeachment em nome de Deus, família e cidade. “Que mal há nisso?”
– Magno Malta diz o que tantas vezes comentei aqui: por que não chamam os ministros do STF de golpistas? Na hora de falar deles, é só elogio…
– Magno Malta: falar dos efeitos das pedaladas é parte política do processo, usada também pelo PT quando mente alegando uso para Bolsa-Família.
– Questionado se PMDB no Senado está fechado em relação ao impeachment de Dilma, deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) responde: “Vai fechar”.
– Folha: Desembarque de dois ministros do PMDB (Helder Barbalho e Eduardo Braga) sinaliza união do partido ao redor de Temer”. Complicou, querida.
– Até o senador Jader Barbalho, pai de Helder e aliado até então do governo, manda recado: “caititu fora de bando vira comida de onça”.
2.
– OAB do Rio, a mais esquerdista, vai pedir ao STF cassação de Bolsonaro por exaltar Ustra. E de Jaques Wagner e Glauber Braga por exaltar Marighella?
– Glauber Braga (PSOL-RJ) chamou Cunha de “gângster” e votou contra o impeachment exaltanto o terrorista de extrema esquerda. Indignação seletiva.
– Dilma sobre Bolsonaro: “É terrível homenagear o maior torturador do Brasil”. Dilma sobre Glauber: (…).
– Em 2014, Jaques Wagner celebrou no Facebook mudança de nome do Colégio Médici para Colégio Marighella, exaltando terrorista como herói.
Wagner Marighella 2
direita reage a Wagner no Facebook
A reação ao post de Wagner
– Eis a lista de vítimas assassinadas pela ALN (Ação Libertadora Nacional) de Carlos Marighella. Cadê a cassação de Wagner e Braga, OAB?
– José de Carvalho
– Guido Boné
– Natalino Amaro Teixeira
– José Getúlio Borba
– Newton de Oliveira Nascimento
– José Armando Rodrigues
– Bertolino Ferreira da Silva
– Sylas Bispo Feche
– Iris do Amaral
– Walter César Galleti
– Mário Domingos Panzarielo
– Sílvio Nunes Alves
– Manoel Henrique de Oliveira
– Wagner decidiu financiar com R$ 200 mil o projeto do “Museu da Resistência”, em homenagem ao chefão de extrema esquerda da ALN.
– ALN colocou bomba na entrada do estacionamento do Conjunto Nacional, na Av. Paulista, onde ficava a sede do consulado americano, em 1968.
– Marighella defendia abertamente execuções sumárias em seu “Manual do Guerrilheiro Urbano”. Eis alguns trechos:
print 6print 7print 9
– Não é “resistência” a uma ditadura a luta (assassina) por outra ditadura, como os próprios “companheiros” de Dilma admitem. (Vídeos aqui.)
– Décadas de história contada pela esquerda tornou seus terroristas aceitáveis e até heróis. Mídia só se enoja com exaltação a seus carrascos.
– Eis a velha hipocrisia da esquerda socialista:Luciana Genro
tortura seletiva
Chico Alencar hipocrita
– Para saber mais sobre as maldades de Che Guevara, narradas inclusive por seus próprios companheiros de guerrilha, veja AQUI.
3.
Katia Abreu no Jo
– Jô Soares, entrevistando a ministra Kátia Abreu, diz que Dilma deu informações importantes em seu pronunciamento. É mesmo um humorista.
– Sim, Kátia Abreu. Impeachment abre precedente para todos os presidentes e governadores. Mas é para não cometerem crime contra o orçamento.
– Kátia Abreu repete a mentira no Programa de Jô de que outros presidentes pedalaram como Dilma.
– Kátia Abreu é garota de recados de Dilma no Programa de Jô. Foi fazê-la de vítima injustiçada. São R$ 60 bilhões de fraudes fiscais.
– Kátia Abreu diz que Bolsonaro ofendeu Jean Wyllys. Mentira. Pode criticá-lo por exaltar Ustra, masvídeos mostram que não ofendeu Jean.
– Há de se reconhecer que Kátia Abreu tem mais talento que Dilma para a mentira. Mente com absoluta naturalidade.
– Kátia Abreu já afastou Dilma em ato falho: “Quando [impeachment] for admitido no Senado…” Depois se corrigiu: “se for admitido…”
– Não, Kátia Abreu, Cunha não “se sente no direito” de presidir Câmara no processo de impeachment. Ele tem esse direito por lei. Critique STF!
– Kátia Abreu mente dizendo que impeachment virou solução rápida na cabeça do povo. Pesquisas: maioria quer impeachment sem achar ser solução.
– Até no Vox Populi, 57% quer impeachment de Dilma e 58% não acha que soluciona problemas do país. E como poderia? É só instrumento constitucional.
– “Não é solução” é o mesmo truque usado pela esquerda contra redução da maioridade penal, que tampouco existe para “solucionar” a criminalidade.
– Povo sabe que problemas econômicos do país não vão acabar da noite para o dia e reage à questão sobre solução simplesmente com senso de realidade.
– Esta era Kátia Abreu antes de ganhar a mortadela no governo do PT. Como dizia o samba: “pra subir, você desceu”.
print 11
print 3
Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page

Nenhum comentário:

Postar um comentário