segunda-feira, 29 de junho de 2015

O nababinho do Caribe: filho de Fidel Castro é flagrado em hotel de luxo e segurança agride jornalista - POR RODRIGO CONSTANTINO


Nunca um só episódio representou tão bem o que é a esquerda na prática. Socialismo igualitário é uma bandeira para enganar trouxas, nada mais. Os socialistas querem meter a mão nos recursos alheios, sempre os alheios. Na prática, quando chegam ao poder são os mais gananciosos de todos, autoritários, que desejam levar vidas de nababos sem serem incomodados. Quando isso acontece, partem para a agressão. Isso é socialismo na prática, ou “socialismo real”, o único existente, já que o outro é apenas a utopia que serve como base para este.
Pois bem, deu no GLOBOO filho caçula do ex-líder cubano Fidel Castro se envolveu em situação polêmica num resort de Bodrum, na Turquia. De acordo com meios da imprensa local, Antonio Castro Soto del Valle alugou cinco suites de diárias de US$ 1 mil para 12 acompanhantes, após chegar em um iate alugado na grega Mykonos. Pouco depois, um guarda-costas dele flagrou repórteres e fotógrafos e partiu para cima deles.
De acordo com a revista “Gala”, o repórter Yasar Anter, da agência Dogan, foi atacado por um segurança cubano após filmar o filho, e a delegação de Antonio fugiu do local em um carro. Um turco, que seria guia ou guarda-costas, acabou interrogado pela polícia.
Nesta segunda-feira, a “Gala” publicou novas imagens e relatos do episódio. A revista ironizou a ausência de explicações para a procedência dos fundos utilizados para pagar a visita de luxo do filho de Fidel.
Detalhe: a coisa foi na Turquia, país que reprimiu com violência a comemoração da decisão da Suprema Corte americana sobre casamento gay. Vamos recapitular então: o filhinho do ditador assassino, idolatrado pelos idiotas úteis que acreditam na “justiça social” de Cuba, vai para um país islâmico que reprime com violência os gays gastar milhares de dólares na noite, enquanto os Estados Unidos, o Capeta na Terra, legaliza nacionalmente o casamento entre homossexuais. Mas a esquerda aplaude Cuba!
Como já escrevi aqui, resenhando ótimo livro de seu ex-segurança particular, Fidel Castro não passa de um nababo do Caribe, um mafioso, que mascara suas atividades criminosas sob o manto do socialismo. Mas não é coincidência que todos os experimentos socialistas tenham acabado de forma muito parecida: ditaduras corruptas deixando um rastro de sangue, escravidão e miséria, enquanto a nomenklatura vive repleta de privilégios como se fosse feita de magnatas capitalistas.
Sério, quem ainda consegue acreditar no socialismo? Quem ainda tem a cara de pau de elogiar Cuba e Fidel Castro? Quem ainda cai nessa de revolucionários abnegados e altruístas? É preciso ser muito otário mesmo…
Rodrigo Constantino

Nenhum comentário:

Postar um comentário