quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

O APERTO ESTÁ CHEGANDO – O POVO PAGA PRIMEIRO - RAFAEL BRASIL

O APERTO ESTÁ CHEGANDO – O POVO PAGA PRIMEIRO


Para fazer o ajuste fiscal é preciso cortar antes de aumentar impostos. Só que sempre foi mais fácil tungar a ralé. Pobre e geralmente ignorante. Para os pobres eufemisticamente chamados de “classe média”, quando não “novas”, segundo o pensamento do partido que quer se tornar hegemônico.  Ai ai...
A presidente teatralmente é cobrada à esquerda. Que quer mesmo mais carguinhos para os novos ricos da “militância”. TODOS àqueles velhos líderes sindicais foram devidamente agraciados com mamatas estatais. E a turma sempre quer mais, e é bom aproveitar. Quem sabe se desta vez a casa caia? Antes se prometia gerenciamento e lisura. O que temos é a total bagunça administrativa e corrupção das brabas. E a presidente ainda quer posar de combatente da ladroeira. O pior é que ainda há quem acredite. São os verdadeiros idiotas da objetividade, ou mesmo os pequenos larápios de sempre fantasiados de revolucionários. Parece brincadeira.

ATRASO POLÍTICO 
                                                                        
Nunca em toda nossa história tivemos políticos tão fracos. Na monarquia, mesmo sendo um país agrícola escravocrata e patriarcal, tínhamos um parlamento de ótimo nível. As elites agrárias mandavam seus filhos estudar em Lisboa, Porto, Coimbra, ou mesmo Londres e Paris. Claro, o voto era censitário, só se votava quem tivesse determinada renda. Dez por cento votava. Só que na segunda metade do século XIX, na Inglaterra só tinha direito a voto 25% da população. Quando proclamada a república, foi instituída a proibição do voto aos analfabetos, reduzindo o número de votantes para cerca de 2% da população.
Na república, tínhamos as elites rurais dando as cartas.
 Getúlio se orgulhava de ler de quase tudo desde a juventude. De literatura a filosofia. Lula quer se comparar a ele, se gabando de sua ignorância. Só que ainda hoje, (para nós no atual contexto histórico não deixa de ser desastroso) ainda somos governados pelo estado concebido pelo velho brutal e matreiro político gaúcho.    Que foi um dos poucos estadistas nacionais no sangrento século XX. Pegou um país essencialmente agrário, e impulsionou , através do estado, a industrialização.
O congresso de 45 era de ótima qualidade. Tinha Afonso Arinos, Prestes, Gregório Bezerra, Jorge Amado, dentre muitos outros. Na redemocratização tivemos Ulysses Guimarães, Marcos Freire, Roberto Freire, Pedro Simon, Paulo Brossad, e muitos outros. Hoje temos Renan Calheiros, e figuras como Humberto Costa. É de fazer chorar..., imaginem nas esferas estaduais e municipais? Porém, essencialmente, isto é o resultado do processo de destruição de nossas elites intelectuais, que se acelerou muito na segunda metade do século XX. Infelizmente este não é apenas um problema nacional, mas por aqui tem sido muito pior. A burrice de nossas elites é uma construção de séculos, como diria Nélson Rodrigues.


UMA IMENSA BOLÍVIA


A presidente gerentona, vai para a Bolívia, prestigiar a posse do grande estadista Evo Morales. Certamente muitos acordos comerciais e também culturais devem estar em pauta neste grande evento de repercussões mundiais.
Para que ir a Davos, conversar com àqueles chatos ricaços da Europa Ásia e Estados Unidos? Com a economia nacional em “alta” nossa “presidenta” não poderia dar conselhos aos europeus, sobretudo os alemães como no passado recente. A respeito, os alemães estão cada vez mais ricos, e com as contas  em ordem.  Assim como nós, com a economia “estável”, herança do próprio governo que queria ensinar pinto a piar. Se o PT ficar mais vinte anos no poder, nos tornaremos uma imensa Bolívia. E aí quem sabe, o Lulinha, o “gênio empresarial” filho de Lula, pudesse sucedê-lo no governo? Ele seria nosso Kin Jon Il.    

   

2 comentários:

  1. Senhores e queridos críticos acima mencionados. Cada um de nós temos os nossos pontos de vistas seja aplaudindo ou criticando, elogiando ou discordando.Tudo é normal.

    Provavelmente seria trágico se nós tomássemos conhecimentos através dos cartórios locais e regionais se fizessem um levantamento dos fuzilamentos que já foram feitos em Pernambuco,Alagoas, São Paulo,Rio de Janeiro,Minas Gerais, enfim, no Brasil inteiro somaria mais ou menos mais de um milhão de pessoas nos últimos 20 anos.

    Os drogueiros e traficantes vão pensar duas vezes antes de entrar na INDONÉSIA país asiático e a quarta população mundial com mais de 250 milhões de pessoas.

    O comentário nos leva a reflexão por diversos ângulos e tem sentido e direção. Os que usam drogas o fazem para sobreviverem,para enriquecerem e terem uma vida mais fácil,etc.Outros porque se viciaram apenas. E outros porque é uma forma de ganhar muito dinheiro. E outros porque quando se viciam não tem mais condições de voltar atrás.

    A pena de morte é questionável principalmente porque somente os pretos, os pobres e as prostitutas iriam para o paredão. E os ricos que compram o povo e hoje aprovam um aumento de salário de R$ 7.039,87 o dará em um ano R$ 84.478,44 e em quatro anos R$ 337.913,76.

    Enquanto que o trabalhador aumentou R$ 64,00 que corresponderá em 1 ano o valor de R$ 768,00 e que em quatro anos conforme a projeção de uma inflação futura em R$ 36.864,00 ( 768,00 x 12 meses x 4 anos). Será que os ladrões da Petrobras seriam fuzilados também? Eis a questão!

    Um pais educado, civilizado,ético, com políticos sérios e honestos, provavelmente não precisaria de drogueiros, doleiros,lobistas e de políticos bandidos e ladrões. Hoje o Brasil não estaria aumentando uma carga tributária para a pobreza pagar graças aos nossos DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES.

    ResponderExcluir
  2. Venho aqui outra vez, desculpe-me mais uma vez porque não consigo ler o Blog do Roberto Almeida, o blogueiro patriota desta cidade quando tanta asneira sai naquele blog, que hoje nos enverganha todos os dias. Ele não suporta a Veja, A TV Globo ou o Globo. Mas é certo que ele os ler e ver todos os dias, deixando um tempinho para os blogs sujos e a Carta Capital, que ele diz só falarem mal do Lula e da Dilma. Hoje, que fala mal da Dilma é o Lula e por isso talvez mereça a estátua que o blogueiro patriota quis erguer para ele. Talvez no Castelo do João Capão. E diz:

    “O Governo terá oportunidade de mostrar que também faz alguma coisa positiva daqui a quatro anos, na propaganda eleitoral, que é obrigatória por lei.
    A hipocrisia reina na política e na grande mídia.”

    E eu pergunto: O que Dilma tinha para mostrar a não ser as mentiras que disse durante a campanha? Será que nossa cidade vive tanto em clima de Festival de Inverno que nem inflação tem? Por não saber responder a isto é que o blogueiro patriota me censura. A hipocrisia reina mesmo é nos blogs sujos e vendidos de nossa cidade.

    ResponderExcluir