quarta-feira, 27 de novembro de 2013

GOVERNO USA TERRORISMO E ILEGALIDADE CONTRA PSDB - RAFAEL BRASIL

GOVERNO USA TERRORISMO E ILEGALIDADE CONTRA PSDB
Se fosse em qualquer governo anterior, desde a redemocratização, e ainda mesmo no final do regime militar, um ministro da justiça usar documentos adulterados e entregar os mesmo à polícia federal ,estes mesmo documentos entregues por um conhecido militante do partido governista para ferrar a oposição, seria imediatamente demitido.  Na república petista, não. A câmara de deputados com ampla maioria governista,  impediu o ministro de ser sabatinado. E o governo nada faz. Bem que Dilma disse que faria o diabo para se reeleger. Aliás, o grande medo dos petistas é a deterioração da economia a olhos vistos e que a candidatura Dilma, embora na frente, não é ainda confortável, antes pelo contrário. Agora teremos dois concorrentes fortes. Aécio no PSDB, tradicional adversário do petismo, embora de centro-esquerda, e o “desgarrado” do partido socialista Eduardo Campos, que se aliou a Marina, hegemônica nas hostes das viúvas desiludidas com o petismo, que é a esquerda pseudo- intelectualizada  urbana de classe média.
Boa parte da população não vota mais em Dilma. Parte dos descontentes ainda votam nela, apesar da mesma já pertencer a um governo que já dura mais de uma década.  Porém , esta massa de votantes ainda não escolheu seu candidato. Depende do discurso. Ambos, Aécio e Eduardo, vão jogar na crise econômica e no descalabro administrativo, ou seja,  na incompetência governamental, o que é mais que evidente. Prometerão mais competência gerencial, ou seja mais tecnocracia. Nada contra. Mas o problema mesmo é o modelo. E não tem ninguém para contestá-lo. Todos sabem que o problema do Brasil é a abertura comercial a desregulamentação econômica e uma verdadeira revolução no estado, incluindo a segurança perpétua dos servidores públicos.  Reformas capitalistas. Da previdência, da justiça, da educação e tudo o mais que se possa imaginar. As oposições bem sabem disso, e usam o discurso dito socializante para enfeitar e contrabalancear o discurso demagógico pseudo popular petista. Não tem ninguém conservador que diga que o problema do Brasil é a falta de capitalismo. Aliás, imitando a própria China, que no último congresso do partido comunista ampliou a abertura capitalista do sistema de capitalismo de estado, permitindo que empresas estrangeiras se associem e até comprem empresas do estatais.
No momento esta questão do ministro vem mostrando a disposição dos petistas em radicalizarem ao máximo estas eleições. Ou seja, muita lama deve ser jogada. Com o silêncio governamental diante do caso do ministro da justiça, uma das inúmeras nulidades levadas ao primeiro escalão do governo petista, Dilma vai mesmo fazer o diabo para manter estes parasitas no poder.  Se ganharem,  teremos quase duas décadas perdidas, e eles ficarão mais tempo do que Getúlio Vargas no poder. Uma pena, pois permaneceremos no atraso e obscurantismo reinantes.

As oposições saíram do marasmo e denunciaram toda a tramoia na procuradoria geral da república. Se houve roubo, que se apure. E com rigor. Mas usar documentos de origem duvidosa e adulterados, e mandar a polícia investigar adversários, vazando ilações pela imprensa, é crime. E precisa também ser apurado. Só em ditaduras isto acontece. Mas não estamos numa ditadura, graças a Deus. O governo cala e consente. O comissário que por hora ocupa a pasta da justiça é um destes  do chamado núcleo governamental.  Mais um bandido stalinista que faz e fará tudo pelo partido que está no poder. A que ponto chegamos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário