quarta-feira, 11 de julho de 2012

CAETÉS: UM CRIME ANUNCIADO



Como venho advertindo em postagens anteriores, a oligarquia que domina Caetés há mais de vinte anos, tenta de todas as maneiras burlar as leis, a ética e a cidadania, no processo eleitoral. Eis o "segredo" da manutenção dessa gente no poder, seguindo a máxima de Maquiavel, de que é melhor ser temido do que amado.
Sexta-feira, último dia de aula no colégio municipal, vão fazer a inauguração do comitê de campanha. Na verdade, as aulas serão de mentirinha, os pobres alunos e população em geral, virão mesmo é assistir a manifestação política em questão. O problema é que os estudantes, na prática serão utilizados como massa de manobra para assistirem a tal ato. Faço uma pergunta ao ministério público e a justiça eleitoral: É legal utilizar os automóveis agregados à prefeitura, para atos políticos? Os motoristas são obrigados a carregar não os estudantes, mas também o povo em geral, e como são agregados. são obrigados a vir ao aludido evento. E o pior: Soube, através de inúmeras pessoas, que os funcionários, em sua maioria contratados, mortos de medo de perseguições, ou mesmo de perderem seus empregos, são obrigados a participar deste malfadado evento. É uma vergonha que afronta a justiça eleitoral e a democracia. É por isso que , ao arrepio da lei, essa gente não faz concurso. Como  sabemos, a grande maioria dos funcionários são contratados, e ainda serão obrigados a trazer pelo menos cinco pessoas por cabeça. É assim que Zé da Luz, o político mais corrupto do Agreste Meridional faz política. É uma vergonha! Queremos justiça! Com a palavra, a justiça eleitoral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário