terça-feira, 30 de agosto de 2016

KÁTIA ABREU E ARMANDO MONTEIRO, DOIS OPERÁRIOS, DEFENDEM DILMA ATÉ O FIM - COM O ANTAGONISTA

O que se diz e o que se vê


Apenas isso: dois dos mais entusiasmados defensores de Dilma no Senado, nestes derradeiros momentos, são um industrial e uma grande proprietária rural: Armando Monteiro, ex-presidente da CNI, e Kátia Abreu, que causa ojeriza no MST.
E os petistas encenando a luta de classes, cada vez que sobem à tribuna.

Contabilidade criativa do PT toma sova na Câmara

Por 307 votos a 50, a Câmara rejeitou a proposta petista de excluir os terceirizados do conceito de despesas com pessoal, para os fins de cumprir os limites de gastos com funcionalismo determinados na renegociação.
O PT argumentava que, se fossem forçados a contar os terceirizados como despesa de pessoal, os governadores ficariam sem margem para reajustar os salários dos concursados.
Venceu a tese de que foi, justamente, esse tipo de contabilidade criativa que levou o governo que está a horas de acabar a dizer que, no papel, tinha dinheiro de sobra e, na realidade, faltava muito para quitar tudo o que devia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário