quarta-feira, 26 de junho de 2013

É A VEZ DA POLÍTICA - RAFAEL BRASIL

Muitos idiotas da objetividade ficaram receosos com as manifestações, muitas vezes violenta, do povo. Mas com o ronco das ruas, os políticos foram obrigados a trabalhar. Ou seja, a fazerem política, seguindo, evidentemente a pauta das ruas, e agora dos setores mais influentes da sociedade. Bom, muito bom para o Brasil. 
Muitos se movimentam na reforma política, e a proposta governamental de constituinte exclusiva não agradou ninguém, a não ser os petistas de sempre, e cada vez menos influentes na politica, felizmente. Muitas propostas interessantes vão surgindo, mas a maré é moralizadora. Candidato ficha suja, nem a cargo de confiança. Os corruptos de plantão, sobretudo os que tem pendências com a justiça, estão com as barbas de molho. Vem muita cana por aí. O povo quer ver sangue. E os poderes, com suas contumazes maracutaias, vão ter que cortar na carne. Ou isso, ou a morte. As alternativas são a anarquia, o pior dos mundos, a volta hobbesiana ao estado da natureza, ou a ditadura. Então, malandros, mãos à obra.

"PATA MANCA"?

É o que Dilma pode se tornar, dependendo do andar dos acontecimentos. Ou seja, uma recandidatura natimorta. Muitos petistas já se movimentam para colocar Lula. Dependendo do andar dos acontecimentos, e da condução ou não do governo da crise, até o mito Lula pode perder. Como se desvencilhar do governo, quando o próprio ex presidente se gaba de mandar, mesmo na surdina? E também, convenhamos, o mito tem pés de barro. Está atolado até o pescoço com a corrupção petista, e até, para agravar, com o caso da ex amante Rosemary. Será que o povo iria dar a ele um novo aval? Lembremo-nos que uma das principais bandeiras do petismo quando na oposição era a moralização da política e do poder. Eles construíram um discurso contra "tudo que aí está". Seria muita ingenuidade pensar que o povo seria facilmente enganado outra vez. Mas tem gente que pensa diferente. Veremos o desenrolar dos acontecimentos.

CORRUPTOS

Deve ter muito corrupto sem dormir direito. Bem feito. Muitos desfilavam acintosamente nas ruas com carrões importados. Não só carrões, mas sobretudo aviões, dependendo das esferas da corrupção, vamos dizer assim. Um meliante como Delúbio Soares, nem andava mais de avião turbo-hélice. Só de jatinho. Isso sem falar nos sigilosos cartões corporativos que fez e faz a festa de ex dirigentes da máfia sindical, ex presidentes e ex terroristas como a presidente, sempre luxando às custas do erário. Logo eles que sempre criticaram  a odiada burguesia. Aliás, a burguesia luxa porque trabalha, empreende. Já estes micróbios, se fartam do estado, que é sustentado pelo povão. Ter vida de pequeno burguês às custas do povo, tem sido a sina de muitos "socialistas" brasileiros. que vivem nababescamente, da miséria do povo. O que seria dessa gente se acabasse mesmo a miséria? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário