quarta-feira, 13 de março de 2013

O NOVO PAPA


ação, cardeais escolhem novo papa

Atualizado em  13 de março, 2013 - 15:38 (Brasília) 18:38 GMT
Fumaça branca sai da chaminé da Capela Sistina (foto: AP)
Fumaça branca saindo da chaminé da Capela Sistina sinaliza escolha do novo papa
Habemus papam. Após pouco mais de 24 horas de conclave e cinco rodadas de votação, a fumaça branca na Praça de São Pedro (às 19h06, 15h06 em Brasília) anunciou que os 115 cardeais reunidos na Capela Sistina deram a maioria de dois terços dos votos para escolher o novo pontífice da Igreja Católica.
As dezenas de milhares de pessoas que aguardavam na Praça vibraram em uníssono com a fumaça e os sinos da Basílica de São Pedro.
O nome do eleito será revelado apenas por volta das 19h45, quando o cardeal mais velho da ordem dos cardeais-diáconos, o francês Jean-Louis Tauran, aparecer na varanda central da Basílica de São Pedro para fazer o anúncio "oficial" da escolha, em latim.
Tauran também revelará qual será o nome que o eleito adotará como papa. Se for o brasileiro dom Odilo Scherer, por exemplo, o anúncio completo, será:
"Annuntio vobis gaudium magnum, Habemus Papam, Eminentissimum ac reverendissimum Dominum, Dominum Odilonem Sanctæ Romanæ Ecclesiæ Cardinalem Scherer Qui sibi nomen imposuit (nome papal escolhido por Scherer)."
A tradução desse anúncio para o português seria:
"Eu anuncio com grande alegria, temos papa, o mais eminente e reverenciado Senhor, Senhor Odilo, cardeal da Sagrada Igreja Romana Scherer, que usará pra si o nome de (nome papal)."
Dezenas de milhares de pessoas, entre fiéis, peregrinos e turistas, aguardam na Praça São Pedro para acompanhar o anúncio e para ver o novo papa.
Este deve aparecer alguns minutos depois na mesma varanda, já vestindo as roupas papais, e dará sua primeira benção ao mundo católico.
O eleito é o 266º papa da história. Até a manhã desta quarta-feira, os nomes apontados como favoritos, na opinião de especialistas, eram o italiano Angelo Scola, o brasileiro Odilo Scherer, o americano Timothy Dolan e o canadense Marc Ouellet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário