quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Educação em parafuso.


O Ministério da Educação defende agora a ampliação do número de horas-aula por dia nas escolas do país. No mês passado, o ministro Fernando Haddad anunciou o plano de aumentar a jornada obrigatória dos estudantes. No entanto, o ministério defendia com mais afinco a ideia de ampliar o número de dias letivos (de 200 para 220), sem mexer na carga horária. Esse ministro é uma piada pronta. O cara não fala nada com nada. Muda de opinião conforme alguém sussura algo em seus  ouvidos. Coleciona fracasso após fracasso em sua estadia nesse malfadado ministério que não serve para nada, apenas para espalhar o caos.  Educação não é quantidade, é qualidade! Poderiam ser apenas 100 dias letivos ou 365 que o modelo não vai funcionar. Do que adianta ampliar aquilo que não presta? Em 9 anos de governo petista, a educação só andou para trás. Filhos de políticos deveriam  estudar em escolas públicas. Iriam provar da falida escola que os pais proporcionam à massa.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário