quinta-feira, 26 de maio de 2011

CHAMARAM LULA

 
No pior momento desde a posse há cinco meses, mandaram chamar Lula. Ou mandaram , ou o mesmo se envolveu pessoalmente na história, seja pelo amadorismo da presidente em questões políticas, seja na vontade mesma de intervir possivelmente se colocando na posição de salvador da pátria caso o governo Dilma seja um fiasco. Para mim já está sendo. E, ademais, como desvincular a “chefona” de Lula? Uma coisa é ser chefona de repartição. Outra, presidente. Lula a ordenou proteger Palocci. Um ladrão que enricou em pouco menos de um, ano traficando informações, só Deus sabe as quais, mesmo porque ele se recusa a dizer. Se falar a casa cai, como a turma do mensalão capitaneada por Zé Dirceu, o clepto-revolucinário, já viram?
OPOSIÇÕES E IMPRENSA
As oposições nunca estiveram tão desarticuladas, e por isso mesmo, domadas. Parece que só restam Roberto Freire e seu valente PPS, e o velho e bom de luta Jarbas, que tenta abrir uma brecha dissidente no velho e carcomido PMDB. Que aliás, é o partido que mais aperreia o governo por cargos. Lula também acusou a imprensa, hoje quase toda chapa branca. Lula manda Dilma fazer, marca encontros de Palocci com senadores, manda o ministro da deseducação arquivar o pacote do movimento gay nas escolas, ou seja, só falta sentar novamente na cadeira presidencial. Muito antes que esperávamos, não?
CRISE
Crise na economia. O governo ainda não fez o ajuste econômico, o estado continua gastão, e os privilégios estão longe de serem aniquilados. Para piorar, a presidente e sua equipe são ideologicamente contra as privatizações, o que dificulta as coisas. Também claro, ela nunca afirmou ser uma liberal, muito pelo contrário. Mas a inação é um dos piores conselheiros políticos, digamos assim, segundo sempre afirmava o velho Trotski. Ainda mais veio a questão da legislação ambiental, ganha de lambuja pelos ruralistas de todos os partidos. O caso Palocci ainda caminha, com conseqüências imprevisíveis, como são as coisas da política. A presidente está com a cara de que não está gostando nada disso. Pode ser só o começo, pois as medidas tomadas serão um fiasco. É a receita para tudo, ou quase tudo dar errado. Ainda mais com a herança maldita que ela pegou, com um estado loteado politicamente, e paralisado, seja pelas corporações, seja por herança estrutural arcaica. Quase nada sobra para investimentos, e tudo está mais ou menos paralisado. Se continuar assim ela sai no ostracismo. Na melhor das hipóteses.
DINHEIRO ROUBADO
Seria bom que todos os gestores públicos fossem inquiridos diante de aumentos significativos de patrimônio. Quantos prefeitos não seriam presos? Um ladrão como Palocci, já devia ser demitido. Enquanto escrevo Lula o protege. Lula, o mesmo que andava dizendo que não teria existido mensalão. O mesmo que acoberta ladrões do dinheiro público. Que abraçou a abraça todos os políticos mais corruptos do Brasil. Quem tem rabo de palha não toca fogo no dos outros , assim dizia o ditado popular. Ainda assim muitos  defendem. Até quando?
 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

sábado, 21 de maio de 2011

MINISTRO LADRÃO



O ministro Antonio Palocci  multiplicou muitas vezes seu patrimônio no período de quatro anos. Ainda mais que, num passado recente quis incriminar um caseiro, que o incriminara justamente de receber propina, numa misteriosa casa de negócios escusos, e bacanais sexuais com prostitutas de rico.  Quebraram o sigilo bancário do caseiro e o escancararam publicamente. Depois ficou provado que o caseiro recebera uma indenização do pai, que não o reconhecera como filho. Antes disseram que o dinheiro, pouco mais de trinta mil contos tinha sido de propina. Mentira.
REINCIDENTE
O ministro é reincidente, pois vive desde há muito tempo enrolado na justiça por processos de fraudes nas licitações quando foi prefeito de Ribeirão Preto.  Só no ano passado, ano eleitoral, ele ganhou cerca de vinte milhões. Antes, sua empresa de consultoria tinha um capital de pouco mais de duzentos mil contos. Como Zé Dirceu, tinha pretensões de chegar à presidência. Agra poderá ser defenestrado definitivamente do governo, mas forças poderosas, incluindo a presidente juntamente com o congresso governista fazem tudo para livrá-lo. Até a oposição, calada, o tem ajudado, justamente porque calada, além de desarticulada por brigas internas. Os grandes adversários do ministro, serão os próprios petistas, os mais radicais, que nunca  o engoliram  por o mesmo representar a moderação do ponto de vista econômico, azeitando , digamos assim, as relações do PT com o empresariado, e claro, os banqueiros.
O MINISTRO E DILMA
Com Dilma, sempre divergiu desde o governo Lula. Dilma era mais heterodoxa, digamos assim, do ponto de vista econômico. Não é por menos que ela perigosamente flerta com a inflação, ressaltando seus supostos aspectos positivos, sobretudo em relação ao crescimento econômico. Com Lula, ganhou a parada. Com Dilma vinha perdendo para o azedo Mantega, que nem sabe mesmo o que está fazendo. Aí é que mora o perigo. É quando esse pessoal quer colocar suas idéias na prática. Antes Meireles tocava o barco. Agora que Deus nos acuda. E que os orixás nos protejam. Em outras palavras, Palocci, mesmo comprovadamente ladrão, e um ladrão desastrado, sempre esteve do lado certo. Aí é que está o problema. Quem ocupará o seu lugar?
CONSULTORIAS
O ministro ladrão anda tentando se explicar. Cada vez se enrola mais. Não quer mostrar seus fregueses, e se os mesmos tem contratos com El gobierno. Se não quer mostrar, sujeira tem. E a cada dia vem se enrolando mais. Pensando bem, como é bom ser ministro. Fica-se rico imediatamente sem fazer esforço,  ou quase. Tudo no mais típico patrimonialismo brasileiro. Que está cada vez mais vivo nesta malfadada “república petista”. Alô Raymundo Faoro. Alô Sérgio Buarque de Hollanda? Como vocês ainda estão vivos! Só que não esperavam acontecer isso no PT, o qual ajudaram a fundar, como ademais muita gente BA.
ABAIXO A DITADURA
Abaixo a ditadura do politicamente correto. Ma chamam de “homofóbico” por não concordar com o casamento gay, sobretudo na questão das adoções. Não posso ter opinião? Não posso discordar? Aonde está o direito à palavra, pedra basilar da democracia? Ninguém mais pode criticar os homossexuais?  Ademais, o casamento e as relações heterosexuais nunca foram criticados? A família? Pelo que eu sei, ninguém nunca quis botar alguém na cadeia pelas críticas. Marta Suplicy queria propor que as igrejas que discordassem do casamento gay, deveriam fazer as críticas...de portas fechadas. Que democracia é esta? E o estado, que nem cuida da segurança das pessoas vai agora se meter nestas questões? Quantas pessoas seriam presas, e quantas procurariam os tribunais, já abarrotados de processos? E se o casamento hetero está desde há muito em crise, vão incluir o casamento homo? Que quer reproduzir o casamento tradicional? Precisaria uma verdadeira revolução cultural para o povo achar estas coisas normais, assim dizia o velho Mário Vargas Llosa. Que tal uma pesquisa? E o congresso não vai legislar? Eu particularmente não gostaria de ser filho de dois homens. Ou mesmo duas mulheres. E vocês leitores e leitoras?   

sábado, 14 de maio de 2011

GETULIO VARGAS



Como sabemos, Lula andou , como pôde, querendo se comparar a Getulio Vargas. Ridículo. Getúlio Vargas fez o que fez, sabendo mais ou menos o que estava fazendo. Industrializou o país, aproveitando-se muito da conjuntura internacional do período entre-guerras (1914/1945), com uma política, digamos de substituição das importações, e a, formação de uma sólida indústria de base (siderurgia). Mobilizou o que existia da burguesia nativa e começou o processo de cooptação oficial dos movimentos trabalhistas, com os sindicatos atrelados ao estado. Um modelo fascista , baseado na “carta del lavoro’, as leis trabalhistas da Itália fascista, mas, na falta de nenhum, por essas e outras, ficou conhecido, sobretudo com farta ajuda  oficial como o “pai dos pobres”. Teve em seu encalço uma oposição ferrenha liderada por Carlos Lacerda, um jornalista influente porque sobretudo , dono de jornal, corajoso, de um populismo teatral mas violento. Ainda mais tinha os militares que com o próprio movimento que colocou Getúlio no poder começou a ter uma influência maior e tutelar a política brasileira, sobretudo nos tempos da guerra-fria. Aio falecer, em 1954, o Brasil, segundo o IBGE, tinha mais gente nas cidades do que no campo. Com o processo de industrialização, o Brasil começa a assumir definitivamente seu lado urbano. Responsável principal: Getúlio.
DEMOCRACIA
Foi um frio e brutal ditador, e lançaria as bases do chamado nacionalismo brasileiro durante a ditadura autodenominada “estado novo”, de inspiração notadamente fascista, mais na propaganda do que na práxis, felizmente. Também o fascismo estava na moda, assim como o culto à personalidade do lado socialista, que aliás, já estava experimentando o sistema totalitário do terror stalinista da década de trinta. Porém, tudo parecia bem, mas as torturas e perseguições políticas eram comuns. Vargas, ruim que era, mandou a mulher de Prestes para a gestapo, como um presente a Hitler. Foi mesmo que a condenar à morte, pois era judia e comunista, duas atribuições mortais na Alemanha nazista. Depois fez uma frente com os comunistas quando foi eleito de novo, quase por aclamação popular. Fizeram um movimento, o “queremismo” pela sua volta, muito bem arquitetada por ele em seu suposto retiro em sua fazenda em São Borja, Rio Grande do sul, sua terra natal. Ou seja, a época era outra, mas Getúlio enfrentou duros e figadais inimigos. Seu suicídio foi também um frio ato político, adiando por cerca de uma década a subida de seus inimigos ao poder. Entraram com o golpe, mas depois também perderam para a ditadura, quando quase todos perdem. Logo depois do golpe de 64, Lacerda também viria a ser cassado pelos militares.
O  LEGADO VARGUISTA
Podemos dizer que Lula é um filhote do legado varguista. Dirigente sindical de sindicatos atrelados ao estado, na presidência aumentou significativamente os laços de dependência dos sindicatos pelo estado. Ou sejam descaradamente cooptou através de dinheiro oficial não só os sindicatos, mas as confederações sindicais e as grandes centrais, como a CUT pertencente ao partido do governo o PT. Boa parte da estrutura administrativa do país ainda faz parte do legado varguista, bem como a estrutura federativa, cada vez mais descaracterizada pela centralização herdada essencialmente do estado novo. Bem ou mal, ainda vivemos na era Vargas, e é preciso desmontá-la. Se ela serviu para o Brasil do século passado, hoje sob inúmeros aspectos é no mínimo obsoleta. O que Lula e  PT fizeram para desmontar esta pesada herança? Nada. Ademais, o que ele mesmo fez? 

domingo, 8 de maio de 2011

Frases de Seu LUNGA


QUEM É O SEU LUNGA?
Seu LUNGA é um personagem folclórico nordestino, famoso pela sua ignorância quando fazem perguntas estúpidas. Seu nome: Joaquim Rodrigues dos Santos (Caririaçu, 18 de agosto de 1927), mais conhecido como Seu Lunga, é um comerciante que se tornou conhecido no Brasil por seu temperamento forte.
                Teve sete irmãos e viveu sua infância “no meio dos matos”, afastado da cidade. O apelido lhe acompanha desde esta época, quando uma vizinha de sua família, que ele só identifica como preta velha começou a lhe chamar de Calunga, que virou Lunga e pegou. Começou a trabalhar na roça aos oito anos de idade, e admira a criação rígida que teve de seu pai, o que marca um aspecto psicossocial do homem Lunga.
                 Aos 16 anos mudou-se para Juazeiro do Norte, passando a ser ourives por dois anos. Depois começou a comercializar no Mercado Público da cidade e a trabalhar no comércio com sua loja de sucata. Casado em 1951, teve treze filhos, que, apesar da pouca instrução, não proibiu seus filhos de estudar e conseguiu manter-lhes pelo menos com a educação básica. A pouca instrução de “Lunga”, por outro lado, não o impediu de candidatar-se a vereador da cidade de Juazeiro em 1988, eleição que não ganhou.


ALGUMAS DE SEU LUNGA:

Seu Lunga estava na sua casa com sede. E manda seu sobrinho lhe trazer um pouco de leite. Daí o pobre do garoto pergunta:
-No copo Seu Lunga?
E seu Lunga responde - Não. Bota no chão vem empurrando com o rodo, fi de rapariga!!!

Seu Lunga estava no mercado com uma caixa de ovos. Daí perguntaram a ele:
-Comprando ovos Seu Lunga?
Dai Seu Lunga responde - Não - jogando um por um no chão - É traque de massa!!!


Seu Lunga estava num restaurante tomando sopa quando perguntam pra ele:
-Tomando sopa Seu Lunga?
E seu lunga responde - Não, To tomando banho!!!!!!


O funcionário do banco veio avisar:
- Seu Lunga, a promissória venceu.
- Meu filho, pra mim podia ter perdido ou empatado. Não torço por nenhuma promissória.

Seu Lunga vinha pela rua carregando um balde de leite quando na porta de sua casa a sua mulher pergunta:
- Home! É pra gente beber esse leite??
- NÃO, É pra lavar a calçada - Traz a vassoura, mulher! -E joga todo o leite no chão.


O filho do Seu Lunga jogava futebol em um clube local, e um dia Seu Lunga foi assistir a um jogo de seu filho no estádio, e o sujeito sentado ao lado pergunta:
- Seu Lunga, qual dos jogadores ali é o seu filho.
Seu Lunga aponta e diz:
- É aquele ali...
- Aquele qual?
- Aquele ali!!!!
- Não tô vendo...
Então Seu Lunga "P" da vida pega uma pedra, joga em cima de seu filho e diz:
- É aquele alí que começou a chorar!!!


Seu Lunga entrando em uma agropecuária.
-Tem veneno pra rato?
-Tem!, Vai levar? - Pergunta o balconista.
-Não, vou trazer os ratos pra comer aqui!!! responde seu Lunga.


Seu Lunga no elevador (no subsolo-garagem).
Alguem pergunta: Sobe?
Seu Lunga: -Não, esse elevador anda de lado.


 Seu Lunga fumando um cigarro.
A pergunta: Ora, ora! Mas você fuma?
-Não, é que eu gosto de bronzear os pulmões...


Seu Lunga, quando jovem, se apresentou à marinha para a entrevista:
Você sabe nadar? Pergunta o oficial.
-Sei não senhor.
-Mas se não sabe nadar, como é que quer servir à marinha?
-Quer dizer que se eu fosse pra aeronáutica, tinha que saber voar!!


Seu Lunga vai saindo da farmácia, quando alguém pergunta:
Ta doente, seu Lunga?
- Quer dizer que seu fosse saindo do cemitério eu tava morto!!!


* Seu Lunga, quando era motorista de ônibus urbano,
um passageiro pergunta:
 - Esse ônibus vai para a praia?
- Pode até ir, se você arranjar um biquíni que dê nele!


* O cliente chega pra comprar um relógio na loja de seu Lunga.
Pode tomar banho com esse relógio, seu Lunga?
- Ô corno! Isso é um relógio, não é um sabonete...

* Seu Lunga chega em casa e vê sua esposa concentrada na leitura de um livro e com as pernas atravessando o vão da porta de entrada. Após alguns minutos ela levanta o olhar vê seu Lunga parado, com o celular na mão:
- Oh! Lunga, pelo amor de Deus, me desculpe! Venha! Passe!
- Pode ficar! Eu já chamei o pedreiro pra abrir outra porta!
                           
                
* Seu Lunga dava uma bela surra no filho e o menino gritava:
Ta bom, pai! Ta bom, pai! Ta bom, pai!
- Ta bom? Quando tiver ruim você me avisa, que eu paro.


* A filha de seu Lunga o vê deitado no sofá e pergunta:
- Tá dormindo, pai?
- Não, estou treinando pra morrer!
                          
* Na cerimônia de casamento, seu Lunga segura a mão da noiva e o padre pergunta:
- Você aceita Maria dos Prazeres como sua legítima esposa?
- Não, claro que não! Eu, minha noiva e os convidados viemos até a igreja pra jogar sinuca e tomar birita com o padre!...

* A filha de seu Lunga chega bem tarde da noite com o namorado. Seu Lunga está esperando, furioso.
- Como o senhor se atreve a trazer minha filha uma hora dessas?
Aqui é casa de família e eu exijo respeito, seu cabra!
- Calma seu Lunga... eu não vou arrancar nenhum pedaço dela...
- Eu não estou preocupado com pedaço que você vai arrancar!
Eu estou preocupado é com o pedaço que você quer botar!
                           

* Seu Lunga está na rodoviária, acompanhado da esposa, três filhas e com cinco passagens na mão. Um conhecido passa e pergunta:
- E aí, seu Lunga! Como vai a família?
- Vai toda de ônibus! Você é cego, seu cachorro da moléstia?!
                             
 * Seu Lunga chega na lanchonete.
- Quanto custa um café?
- Um real o copo, seu Lunga.
- E o açúcar?
- O açúcar é de graça...
- Então suspende o café e me dá dois quilos de açúcar!
                             
* Na década de 70, seu Lunga chega num bar e fala pro atendente:
- Traz uma cerveja e bota o disco de Luiz Gonzaga pra eu ouvir!
- Desculpe seu Lunga, não posso botar música hoje...
- Mas por que??
- Meu avô morreu!
- E ele levou os discos, foi?
                           

* Durante a madrugada, a mulher do seu Lunga passa mal:
- Lunga! Ta me dando uma coisa...
- Receba!
- Mas é uma coisa ruim!
- Então devolva!!
Uma hora depois a mulher sente que vai morrer...
- Lunga! Eu to me indo!
- Quando sair fecha a porta!


* Seu Lunga, quando jovem, já era ignorante. A namorada, vendo seus modos muito rudes, resolve tirar uma brincadeira para descontrair o ambiente e com um papel de balinha na mão, diz:
- Eu furo o seu olhinho!
- Fure! Que eu passo-lhe a mão no pé do ouvido!!
                           

Ao final da tarde seu Lunga vem chegando da roça, cansado, com a enxada nas costas, quando vê a sua filha encostada no muro da frente de casa, num beijo longo e apaixonado com o namorado. Seu Lunga passa sem dizer nada, chega na cozinha e berra:
Maria! Bota janta pra aqueles dois, que estão lá na área!
- Que besteira é essa, Lunga! Eles acabaram de lanchar!
- Nem parece! Tão comendo a boca um do outro!
                         

Seu Lunga viaja de ônibus e a poltrona ao seu lado está vazia.
Numa parada do percurso uma senhora entra no ônibus e chegando perto de seu Lunga pergunta: - Senhor! Nessa cadeira tem alguém sentado?
Seu Lunga olha para o lado e resmunga: - Se tiver eu to cego!


BRIZOLA



Ouvi  no noticiário a morte de Neuzinha Brizola. Lembrei daqueles tempos em que Brizola botava medo nos militares, para os quais ,a maioria, um criptocomunista. Brizola, que sempre foi personalista, um caudilho para muitos, teve que aturar o purismo ideológico do PT desde que veio do exílio, pós transição democrática. Se o aliado fosse de direita, lá vinha o pessoal do PT e suas patrulhas ideológicas. Brizola ficava furioso, pois os petistas não queriam conversa com seu pessoal, que era tachado pelos petistas, no mínimo de corruptos, quando não da direita ou mesmo do empresariado nacional. Só faltavam matar o “Briza” do coração pela esquerda, acusando-o de personalista e aliado de alianças espúrias ao povo, e sobretudo aos trabalhadores. Hoje, fazem alianças com gato e sapato, com o pior do congresso nacional, da direita e da esquerda, ambas fisiológicas.
BRIZOLA II
Brizola não foi ao segundo turno com Collor por causa de Lula. Se tivesse chegado ao segundo turno, creio, poderia bater Collor que decaía no meio da campanha. Tinha uma raiva danada de Lula, apelidando-o maldosamente de “sapo barbudo”. Se estivesse vivo, como se comportaria com o PT no poder? Como seus pretensos descendentes, será que se contentaria com alguns cargos? Ou soltaria a língua, na oposição? Se ouvisse Lula se comparando a Getúlio Vargas? Brizola achava-se um predestinado a ser presidente, e herdeiro de Getúlio. Nem foi uma coisa nem outra. Foi uma figura marcante da política brasileira no pós- guerra. Tempos da guerra fria que na voltam mais. Só.
BRIZOLA III
Bradava nos palanques contra as multinacionais que “sugavam o sangue do povo brasileiro”. Todos faziam como, e lutavam para ser, um mais radical do que o outro. De Ulysses do PMDB, ao s petistas, que mais radicais, pregavam a revolução marxista. Uma ditadura trotskista do proletariado, digamos assim.  Estes eram contra, não ao modelo cubano – soviético, mas aos métodos do império soviético, então não revolucionários. Os comunistas, seguido a orientação soviética, pregavam a “revolução burguesa”, como preparação para a luta pelo socialismo. Os outros comunistas, quase todos agrupados no PT de mil e quinhentas tendências nem tinham uma orientação única. A revolução sairia da práxis revolucionária, como numa mágica. Pelo menos numa questão estavam certos. Em história não se pode prever nada. Eles, como os macumbeiros estavam perdidos no espaço. Como também os comunistas, estes pelo menos mais racionais, quase envergonhadamente social-democratas. Hoje, claro, ninguém quer saber dessas coisas. Só querem se dar bem. Com sua visão nacionalistóide, certamente Brizola seria um fracasso. Mas isso é outra história.
MODOS DE PRODUÇÃO
Como ensinar o sistema teórico de “modos de produção” em sociologia, no segundo grau? Esta esquematização marxista não é levada a serio pelo menos há setenta anos. Alguém já definiu um modo de produção claramente ao longo destas décadas? O que é um modo de produção asiático? Houve uma época em que os pseudo marxistas perdiam dias, semanas anos, discutindo essas coisas, claro, sem chegar a quaisquer conclusão. Pois faço este trabalho seguindo as orientações teóricas de plantão. E claro, chego a muitas conclusões, falando de capitalismo e socialismo. Uma graça nossos educadores, não? Conclusões estas muito diferentes da que nossos nobres educadores sonham. Óbvio ululante “grandes” educadores.