sábado, 22 de janeiro de 2011

Rondônia.



O Estado de Rondônia foi criado oficialmente em 1981, no governo do General João Figueiredo e recebeu esse nome em homenagem ao militar, sertanista, desbravador e professor Cândido Mariano da Silva Rondon. Antes disso, Rondônia possuiu outros nomes como Território do Guaporé ( 1943) e Território Federal do Guaporé (1956).
É um dos sete estados da Região Norte do Brasil e, apesar de sua pouca idade institucional e de colonização, é uma terra progressista.

Tem por capital Porto Velho e mais 51 municípios ( PE possui 185).
Sua área é de pouco mais de 237 mil km² ( PE possui uns 98 mil km²).
A população absoluta é de pouco mais de 1,5 milhão de pessoas ( PE possui mais de 9 milhões), Só a RM do Recife possui mais habitantes que todo esse estado.
A composição étnica é interessante: grande número de migrantes sulistas (paranaenses, barrigas-verdes e gaúchos) nordestinos (cearenses e baianos; pernambucanos são raros, infelizmente) e negros quilombolas. A quantidade de indígenas é risível. Há mais indígenas declarados em Pernambuco do que em Rondônia, hehe. Na região em que moro, centro-sul do estado, há menos índios que em Águas Belas ou Pesqueira. Também as matas foram praticamente extintas por aqui. Rondônia desmatou mais de 3/4 das suas matas. É o estado nortista que mais desmatou.
Esse estado tem divisas com MT, AM e AC e fronteira com a Bolívia.

Bandeira de Rondônia.


O analfabetismo por aqui fica em torno de 9,2% da população ( em PE é 17, 9%).
A mortalidade infantil é de 23 por mil nascidos ( em PE é 37 por mil).
A renda per capita no estado é de 10.300 reais ( a de PE é 7.300 reais).
Em Rondônia, 24% das pessoas vivem com renda de até um salário mínimo (em PE são 39%).

A taxa de homicídios aqui também é um pouco menor, 20 por 100mil ( PE tem 22 por 100 mil). Nesse estado, cultua-se menos o ócio. O número de atendidos pelas esmolas do governo é mínimo. A saúde pública ainda é péssima, como em todo o Brasil.
Jamais vi professores em paus de arara( não há erro gramático aqui, leitores, trata-se de uma locução) nesse estado, como é corriqueiro e dos quais fui vítima em Caetés.
Em quatro anos na mesma escola, nunca faltou um prato de merenda para a molecada. Algo impensável no Caetano.
Rondônia ainda peca muito no que diz respeito à infraestrutura. É muito carente em saneamento básico, principalmente coleta de esgotos, tubulações, tratamento, asfalto. Obviamente água por aqui é abundante e limpa, sempre tratada e com uma fartura danada. A base da economia desse estado é a pecuária, fortíssima e geradora de muita riqueza. As lavouras já eram, ao menos aqui no centro do estado. A bola da vez é criar gado. Nessa cidade onde moro, há três frigoríficos exportando carne para Europa e Ásia. Nunca soube de, nem conheci alguém que, no seu trabalho, ganhe menos de um salário mínimo. Há um pouco de decência em Rondônia ainda.

Rio Guaporé, fronteira.



Há quatro anos, quando decidi vir morar em Rondônia, tentaram me assustar com clichês e estereótipos do tipo: '' ah, tem malária, tem macacos, tem matas''.
Não adiantou, vim. Malária, nunca presenciei alguém doente. Macacos, vi muitos nas minhas viagens e pescarias; matas, são escassas, raras, pequenas tabocas, quisera houvessem mais. Gravatá tem mais Mata Atlântica do que Rolim tem Floresta Amazônica, hehe.
Igualmente por aqui, ao chegar, sempre ouvia que suspeitavam não haver, no Nordeste, vida inteligente ( O Lula ajudou muito na formação desse falso conceito), e minha vinda e de muitos outros colegas e amigos foi ótima para desmitificar essa lorota. Há um grande número de professores nordestinos por aqui. Fazem um ótimo trabalho e são muito reconhecidos como importantes, até essenciais.
Rondônia não é um paraíso. Também não é o inferno de Dante.


Rolim de Moura, moro aqui.


Os dados achei no Almanaque Abril/ 2010.

4 comentários:

  1. Colega Hadriel...
    Fico feliz em saber do seu progresso e empenho em ampliar seus conhecimentos e divulgar nosso PE.
    Com o carinho de uma professora da sua terra natal... Maria José

    ResponderExcluir
  2. Imagino que o caro professor de "SORBONNE" não teve a desfaçatez de comparar em números PERNAMBUCO-RONDÔNIA.Seria trágico se não fosse cômico.Fiz uma crítica na última postagem em que você desmereceu a Bahia e imaginei o que falariam de Rondônia.aí me vens com esse artigo demonstrando números de Rondônia equiparando-os com Pernambuco.Então aproveito para te dar alguns números de Pernambuco.
    PERNAMBUCO:sétimo estado mais populoso do país.
    8,8 milhões de habitantes.Tem uma rica cultura popular:Frevo;Maracatu;Pastoris...
    Vasto patrimônio artístico;histórico e arquitetônico.Vou falar de apenas dois romancista e poeta:Manuel Bandeira e João Cabral de Melo Neto,se não é sacanagem.
    Décimo maior P.I.B do país e segundo do nordeste.
    Potência no setor de:Petroquímico;Biotecnológico;Farmacéutico e automotivo,é mole.Olha algumas das empresas instaladas ou a serem instaladas:
    Petrobrás e PDVSA;Estaleiro Atlântico-Sul(maior do hemisfério sul);Camargo Corrêa,Queiroz Galvão,Samsung;HEMOBRÁS;Novartis(vacinas);Bunge(alimentos);CSN(siderurgia);Gerdau;MOSSI&GHISOLFI(pet)...
    pólo de informática do Recife;chamado de "porto Digital"está entre os cinco maiores do país.representa 3,5%do PIB e emprega mais de três mil pessoas.ALTA TECNOLOGIA he,he,he.
    continua...
    Einstein,recife/PE

    ResponderExcluir
  3. mais números de PERNAMBUCO.
    Temos a sétima melhor universidade do país e vigésima da américa-latina:UFPE.
    Nosso pólo médico é de causar inveja a diversos países,imagine a selva.o pólo médico do Recife surgiu no final da década de setenta,dados de 2003 mostram que ele gera 34,7 mil empregos e arrecada 7,9 milhões em impostos.É o maior do norte-nordeste e segundo maior do BRASIL.
    Nossa faculdade de direito é respeitadíssima no país,eis alguns nomes importantes que estudaram nela:Castro Alves(escritor baiano);Clóvis Bevilaqua(jurista);Torquato de Castro(jurista e pensador);Tobias Barreto;JOAQUIM NABUCO(diplomata,escritor e político abolicionista).
    Temos o maior aeroporto internacional do norte-nordeste e segundo do Brasil:AEROPORTO INTERNACIONAL DO RECIFE-GILBERTO FREYRE,com capacidade de transporte de cinco milhões de passageiros por ano.foi recentemente eleito o quinto melhor do mundo.Ainda tem Petrolina com a segunda maior pista de decolagem do nordeste,é mole ou queres mais.
    Porto de SUAPE:segundo maior do país e que está alavancando nossa economia que cresce a taxas chinesas(graças ao governo LULA).
    Nosso terminal de passageiros é o segundo maior do país com 446.000M2.
    É isso aí, mais claro que não estou fazendo comparações pois não sou tolo.Rondônia foi criado em 1982.Tem 1.560.501 habitantes(casa amarela,um bairro de Recife possui mais de hum milhão de habitantes).Seu PIB foi de 15 bilhões de reais,Pernambuco ultrapassa os 90 bilhões.
    E penso igual a um escritor que quando visita a europa sente-se constrangido pela antiguidade de seus países com mais de dois mil anos de história,enquanto chegamos aos quinhentos anos a pouco tempo.Pernambuco tem história e tradição,além de lutas .Não fomos fundados por um decreto ou projeto de lei.
    Einstein,recife/PE

    ResponderExcluir
  4. esse einstein não podi falar nada, é pago por ditinha e é cheléu. ele pensa com a bunda. devi morar em imbura, com zé sem luz pagando aluguel de barrako.


    estela-garanhun

    ResponderExcluir