quarta-feira, 1 de setembro de 2010

ROBERTO FREIRE

Roberto Freire é odiado pela esquerda estadual porque defendia uma oposição propositiva em relação ao governo Fernando Henrique, contrapondo-se à oposição petista, do quanto pior melhor. É sempre bom lembrar que o PT e seu ditador Lula, foram contra todas as reformas estruturadoras operadas por Fernando Henrique. O principal responsável pela estabilidade do país, herança mais do que bendita para o governo de Lula. Que aliás não mexeu em nada, pois não tinha plano alternativo, como alardeava. Aliás, depois da carta aos brasileiros, Lula e o PT tentaram – e conseguiram – acalmar os mercados conclamando que não ía haver rupturas. Assim Roberto Freire não passou para o outro lado, mas Lula é que foi para a direita. Aliás, o partido de Freire tornou-se mais um partido social-democrata, pois deixou os dogmas do leninismo, abraçando a democracia como valor universal. Aliás, a direita brasileira está mesmo é no governo do PT. Sobretudo a direita cleptocrata e clientelista, ou seja , a mais atrasada do país. A direita está desde há muito numa crise , digamos de identidade, e precisa se agrupar, ou seja, formar um grande partido. Ademais a população brasileira é conservadora. Alguém duvida? Roberto Freire só não tem vez em Pernambuco, bastião da esquerda mais atrasada do país. Por isso, comanda seu perqueno mas significativo partido de São Paulo. É também sempre bom lembrar que os velhos comunistas brasileiros nunca gostaram do PT, a quem acusavam de voluntarista. Só não os chamavam de corruptos porque não conheceram o mensalão.

MARCO MACIEL

Participou do fechamento do congresso durante o governo Geisel. Afinal ninguém é santo. Mas foi Geisel que enquadrou os duros do regime, permitindo assim a transição democrática. Como sabemos Maciel era muito ligado a Geisel, que hoje é abertamente admirado por muitos ilustres petistas, sobretudo pela estatização da economia e pela vontade de liderar um Brasil grande. Porém, ao contrário dos petistas, Geisel era honesto. A crise do petóleo de 1973 acabou com os sonhos de grandeza da ditadura, inaugurando o período da inflação. Que só iria ser dominada pelo bravo e inteligente Fernando Henrique, ainda no governo Itamar Franco. Não é, meu amigo Roberto Almeida? E com Lula e o PT espumando de raiva, contra. Isso é história, não é? Ademais, hoje, um dos conselheiros de Lula não é Delfim? O ex czar da economia nos tempos do milagre econômico e do período mais duro da ditadura, quando Médici era preseidente. Por falar em Médici, ele tinha mais de oitenta por cento de aprovação, mas na época não tinha eleições para presidente. O mesmo era escolhido pelo exército. Isto é história caro Roberto. O resto é sofisma, conversa fiada.


ELEITORES DOIDOS

Coitados dos eleitores do sr. José Luiz Sampaio em Caetés. Ainda acreditam que ele vai ser candidato a deputado. Para enganar ao povão o carro de som vem rodando os principais jingles da campanha de mentirinha. Muitos querem até brigar porque ainda acreditam na candidatura. Estes pobres diabos ainda acreditam em papai Noel e na cumadre fulôzinha. Dizem que vão fazer uma passeata pelas ruas da cidade, alardeando a veracidade da candidatura. É mais fácil o velho íbis ser campeão mundial do que essa candidatura vingar. Aliás, as condenações do ex prefeito que o tornaram ficha suja, são apenas a ponta do iceberg. Tem muito mais sujeira por debaixo dos tapetes da prefeitura. Até as pedras sabem aqui em Caetés. Com os outros processos, o ex prefeito nunca mais será candidato a nada. Nadinha. Para o bem do povo da cidade.

Um comentário:

  1. Muito bom texto, como sempre. Muito bem lembrado esse tema de estabilidade. O senhor deixa os petistas de calça nas mãos e o rabo entre as pernas.

    ResponderExcluir