sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Uma dica do filósofo Olavo de Carvalho que com certeza pode ser muito útil para você iniciar 2018 com o pé direito:

Resultado de imagem para olavo de carvalho

Uma dica do filósofo Olavo de Carvalho que com certeza pode ser muito útil para você iniciar 2018 com o pé direito:
“O mundo está cheio de coisas grandiosas e maravilhosas onde tem um sinal de Deus, um sinal da eternidade marcado na história. Aproxime-se disso, absorva isso. Não vá só pelo gosto: ‘Ah, eu gosto disso, eu gosto de ouvir Bach!’… Pare com esse negócio! Se você vai só pelo que você gosta, você vai gostar sempre da mesma coisa e vai entrar no repetitivo. Não se trata do gostar, mas do absorver e do compreender. Leia a vida dos santos, mas não venha com negócio de carolice para cima de mim, porque as pessoas lêem um pouco disso e já começam a falar em linguagem evangélica ou então abrem a boca e parece que é Santo Tomás de Aquino que está falando. Isso tudo é imitação grosseira. Você tem de imitar o fundo.

Faça o seguinte teste: experimente ser muito bom, generoso, perdoar sempre as pessoas. Sempre, por dentro e por fora. Já tentou isso alguma vez? Ou faça outro experimento mental: daqui para adiante, tudo o que me acontecer é culpa minha. Não vou culpar mais ninguém. Isto não é bem verdade, mas é uma disciplina. Quando você se irritar por pequena coisa, engula, fique quieto e faça de conta que não aconteceu, porque não existe coisa mais deprimente e mais prejudicial do que você se irritar por pequenas coisas.
Por exemplo, com crianças: a criança às vezes derruba um prato e você fica louco da vida. Por quê? É um pecado derrubar um prato?! A criança cagou na fralda na hora em que você estava pensando em outra coisa. Isto é pecado?! Ela fez alguma coisa moralmente errada?! Mesmo que fosse moralmente errada, não é para você condenar. “Ah, mas aquilo me incomodou!” E é pecado incomodar você?! Quem é você? Não é pecado incomodar o Olavo, não é pecado encher o saco do Olavo, então, por que eu vou ficar bravo com estas coisas?! Pense o seguinte: de agora em diante eu só ficarei bravo com aquilo que ofender o Nosso Senhor Jesus Cristo, ou a Nossa Senhora, ou o Espírito Santo. Se ofender só a mim, ‘me ne frega’.
Experimente isso. Daí você verá que mesmo que esteja no Brasil, sem ocasião de sair daí, você já vai se elevar acima da sociedade. É claro que você vai sofrer, as pessoas não vão te entender. Mas e daí, qual é o problema de não te entenderem?! Quem jamais foi compreendido neste mundo? Acredite que existe a verdadeira bondade, que existe a santidade, que existe o heroísmo, acredite nestas coisas, porque elas existem mesmo.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário