sexta-feira, 27 de outubro de 2017

REBULIÇO NA FEDERAL - RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem para professor rodrigo jungmann


A universidade há décadas está  ocupada pela esquerda. Quem pensar diferente é escanteado e até hostilizado. O reitor da UFPE é um comunista antigo, assim como a grande maioria dos professores.
Recentemente, alguns tiveram a ousadia de pensar diferente. 
Na ocupação da universidade o ano passado, os gabinetes dos professores Rodrigo Jungmann e Jorge Zaverucha foram invadidos e depredados. O primeiro por ser de direita, o segundo por ser achincalhado por feministas, e por ser de origem judaica. Afinal, o antissemitismo é hoje um mantra esquerdista. O reitor não deu uma mísera nota de repúdio às agressões, numa atitude vil e covarde de um serviçal do petismo. Coisa de comunista mesmo, que pensa em termos totalitários, destruindo seus adversários, reais e imaginários.
Hoje foi o dia da exibição do filme de Josias Teófilo, cineasta pernambucano sobre a obra do filósofo conservador Olavo de Carvalho. Quem conhece um pouco a obra de Olavo, vê que ele é quase um anarquista, que defende a supremacia do cidadão sobre a tirania do estado. Eu diria , um anarquista conservador.
Pois bem, fizeram a maior zoada. Filmes e exposições sobre tiranos comunistas pode. Che Guvara, Lênin , Gramsci, Fidel Castro e outras desgraças maiores e menores. Já conservador, defensor de Bolsonaro não pode. Bolsonaro é fascista? Qual nada, ele é apenas um conservador que tem reais chances de ganhar a eleição para presidente.
E o movimento conservador ganha corpo, sobretudo nas redes sociais. O povo, que é majoritariamente conservador, votou na esquerda gramsciana, que esconde seus reais projetos de dominação entrando nas instituições educacionais e ocupando quase todo espaço na mídia. Só que as redes sociais estão quebrando o monopólio midiático, e o povo está sentindo literalmente na pele os resultados de mais de quarenta anos de ocupação nas escolas e mídia. A violência generalizada, e a putaria nas escolas, que estão a serviço desta malfadada elite acadêmica, anti  cristã, que quer, através da doutrinação, moldar suas idéias malucas de sociedade e comportamento social. E o povo não suporta mais isso. Ademais o povo é saudavelmente careta, gosta de ordem e família.
Devemos ressaltar o bom trabalho desenvolvido pelo corajoso professor Rodrigo Jungmann para quebrar este tipo de monopólio. Fascista e comunista detesta contraditório, pois ambos tem o DNA totalitário. Numa universidade deve existir o debate democrático de idéias, e não de molecagens , militâncias movidas  a ódio, e palavras de ordem. 
Mas a luta apenas está começando. Muita água vai rolar embaixo do lamaçal que se tornaram nossas universidades. Mas a briga é boa e deve ser travada com perseverança e sem tréguas. Precisamos de professores bons de briga. Briga cultural ideológica decerto. Com eventos como este o monopólio esquerdista começa a ruir. Mas falta muito ainda, e a ação dos homens é que promove mudanças. É isso aí. A história se move, assim como a sociedade. Antes tarde do que nunca.

3 comentários: