segunda-feira, 23 de outubro de 2017

O JUDICIÁRIO NU - RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem para charges stf


Pela primeira vez na nossa história o judiciário está nu. Antes eram os todo poderosos, cientes de serem Deuses do olimpo, a agraciar as elites de todos os quadrantes do país. Das grandes e pequenas, como os neo coronéis dos imensos e esquecidos grotões deste país, aos grandes, agora acossados entre manter a velha política ou irem pra cadeia.
Hoje ninguém está a salvo das redes sociais. Os conchavos e manobras pintadas com o horrível e ridículo juridiquês são vistas e criticadas por qualquer Zé Mané deste país, e do estrangeiro também. Nunca membros do judiciário, sobretudo das altas cortes foram tão achincalhados pelo povo. Que bota pra quebrar sem delongas. Afinal o povo também os odeia. Como diria Dadá Jacaré, a justiça , que deveria ser a solucionática, é uma das problemáticas que o estamento burocrático impõe ao país. E custa caro pra cacete, pois as mordomias abundam em todos os quadrantes. Afinal nossa justiça é mais cara do que todos os legislativos do país, incluindo todas as Câmaras de vereadores dos mais de cinco mil e quinhentos municípios de Pindorama. Além das ridículas a também caríssimas assembléias estaduais.
Precisamos deslindar a política para discutir o país, como bem disse o excelente Fernando Gabeira. E dentre as reformas para o país do futuro está a do judiciário. Dentro de uma concepção de um novo pacto federativo. Do jeito que está não dá. O judiciário, juntamente com toda a classe política envergonham o país. E trabalham, com raras exceções, para manter e estrutura do velho e malfadado patrimonialismo. Eles mandam e se protegem, e o povo que se lasque. E pague a conta da safadeza e corrupção deslavada. Que se fodam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário