quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Sem imposto sindical, Sindicato dos Publicitários irá fechar as portas - Marcelo Faria

Sem imposto sindical, Sindicato dos Publicitários irá fechar as portas

   
O fim do imposto sindical – inovação trazida pela reforma trabalhista sancionada no último dia 13 de julho – já causa vítimas antes mesmo de entrar em vigor (a reforma passa a vigorar no dia 13 de novembro deste ano). Com uma despesa mensal de R$ 30 mil, o Sindicato dos Publicitários do Estado do Rio de Janeiro irá fechar as portas quando a contribuição se tornar facultativa.
A afirmação foi feita por Cleverson Valadão, Secretário de Finanças e diretor da entidade há mais de 20 anos. “Publicitários não se interessam em participar das atividades sindicais”, disse o dirigente. A área de atuação do sindicato, originalmente municipal, foi ampliada para todo o Estado do Rio de Janeiro a fim de evitar o surgimento de novos sindicatos municiais do setor.
Características do mercado de publicidade como elevado nível de terceirização e contratação dos profissionais melhor remunerados como Pessoas Jurídicas para fugir da CLT também não favorecem a existência do sindicato com contribuições voluntárias. Ainda assim, o sindicalista espera para que a entidade dure mais alguns meses: “aqui não esbanjamos com carros e viagens, e conseguimos guardar uma reserva”, informou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário