quinta-feira, 10 de agosto de 2017

FINANCIAMENTO PÚBLICO DE CAMPANHA, UMA MONSTRUOSIDADE INCOMPARÁVEL. - COM O ANTAGONISTA

Uma monstruosidade incomparável


Financiamento público de campanha existe em outros países?
Sim, mas outros erros jamais compõem um acerto e nenhum seja tão monstruoso quanto um fundo de 3,6 bilhões de reais para as eleições de 2018 -- ou mais de 1 bilhão de dólares ou euros.
Pegue-se o exemplo da França.
O teto de gastos para uma campanha presidencial, estabelecido por lei, é de 16,8 milhões de euros por candidato no primeiro turno. Quem não atinge 5% dos votos, tem um reembolso de 4,75% das despesas.
Quem chega ao segundo turno, tem um reembolso de 47,5%.
No total, as eleições presidenciais e legislativas deste ano custaram 437 milhões de euros aos pagadores de impostos franceses. Um terço do fundo brasileiro.
Entre deputados e senadores, a França tem mais parlamentares do que o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário