segunda-feira, 24 de julho de 2017

O vídeo com apoiadores de Lula mostra a ignorância dos que ainda defendem o bandido - Marcelo Faria


O vídeo com apoiadores de Lula mostra a ignorância dos que ainda defendem o bandido

   
Na última quinta-feira (20), um ato convocado por diversas entidades de esquerda para apoiar Lula reuniu apenas 8 mil pessoas na Avenida Paulista, em São Paulo. E um vídeo feito pela Caneta Desesquerdizadora durante o ato mostra o nível de ignorância daqueles que ainda vão às ruas apoiar um criminoso como Lula.
Do “militante” que só está na rua porque participa de uma “ocupação” (invasão) do MTST (Movimento dos “Trabalhadores” Sem Teto) e pede para falar com a “diretoria” sobre o motivo dele estar na rua até aquele que se “informa” por meio dos “blogs sujos” (como ele mesmo definiu), as imagens mostram o show de horrores que se tornou a esquerda brasileira e como o apoio à Lula se restringe basicamente a um conjunto de pessoas ignorantes e aproveitadores.
O desfile de bobagens inclui quem acredita que “privatizar faz mal ao Brasil” (como se o ideal fosse deixar empresas estatais bilionárias nas mãos de políticos e burocratas, normalmente corruptos), que Sergio Moro foi “treinado nos EUA” e está “perseguindo Lula para evitar que ele seja candidato”, que há “mãos americanas no golpe contra Dilma” (incluindo o McDonald’s, que “tomou conta” do Brasil) e que “a direita não foi condenada” (citando Aécio Neves, como se um social-democrata fosse “de direita” e como se fosse possível a Sergio Moro condenar um senador com foro privilegiado).
As imagens também mostram o pouco apoio que as pautas de Lula e seus comparsas possuem. Mesmo com alguns milhares de ignorantes no ato, houve poucos gritos a favor do “Fora Temer”, do “Eleições sem Lula é fraude”, da “reação ao avanço da direita” e outras bobagens similares. Quando se compra “apoiadores” com sanduíches, promessas de casa própria (paga com o dinheiro dos reais trabalhadores) e imposto sindical, o resultado é esse: pessoas apáticas que se limitam a dançar ao som de batuques e ouvir caladas as porcarias ditas do alto de um carro de som.
Das falas de pseudo “líderes sociais” que não lideram ninguém, cabe destacar a gritante e estridente representante da UNEafro (“União de Núcleos de Educação Popular para Negras/os e Classe Trabalhadora”). De acordo com ela, a condenação de um bandido branco, hetero, rico (até o momento quase 10 milhões de reais em dinheiro bloqueados pela justiça) e com três apartamentos e um sítio foi “racista, machista, elitista e classista”. Mais sem sentido, impossível.
Por fim, cabe salientar o eterno apoio a ditadura socialistas (classificadas como “governos populares”) como a Venezuela, a tara pela “influência dos Estados Unidos” e as mentiras contadas para sustentar o apoio ao bandido Lula. Uma das entrevistadas chega a dizer que “não terá mais 30 dias de férias” (com a reforma trabalhista) apenas para afirmar, segundos depois, que já está aposentada; e que foi graças ao governo Lula que ela “arranjou um emprego, fez uma faculdade e se aposentou”, como se fosse possível fazer as três coisas em oito anos.
Em resumo, esse é o retrato dos poucos que ainda apoiam Lula: um show de ignorância, mentiras, militância paga e muitos discursos inflamados para pessoas apáticas. Com a diferença que, agora, há aqueles capazes de mostrar em vídeo o que a mídia – amplamente a favor da esquerda – quer esconder de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário