quarta-feira, 3 de maio de 2017

O JOGO DO STF PARA CALAR PALOCCI E FAVORECER MELIANTES DE ALTO COTURNO - RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem para charges sobre a soltura de josé dirceu


A soltura de um dos maiores bandidos do país, o stalinista Zé Dirceu, mostra a articulação que passa pelos subterrâneos da maior organização criminosa jamais instalada no país, o PT, comandada por Lula, para calar Antonio Palocci. Ex todo poderoso da economia e articulação política nos governos Lula e no primeiro governo Dilma. E que muito pra contar, como disse claramente ao juiz Sérgio Moro.
Sua delação seria um tiro fatal no coração do PT e em seu chefe criminoso, Lula. Que Tenta desesperadamente pela política se safar das inúmeras acusações que lhe são imputadas. Afinal é o comandante supremo da chamada ORCRIM. A maior da história mundial em um país democrático.
Com a soltura de Eike Batista e Dirceu, Palocci pode maneirar ou mesmo recuar da delação. Porém o buraco é mais embaixo. Dizem que ele estaria magoado com Lula, e teria decidido delatar. A conferir.
Sexta feira tem o depoimento do operador de subornos Renato Duque, que pegou 40 anos de cadeia por ficar calado. Ademais, as prisões prolongadas, criticada por membros do famigerado STF, foram fundamentais nas delações. Afinal a cadeia é uma boa escola pra quem é delinquente. Dentre outras coisas é pra isso que serve as prisões. Para coibir o sujeito para não delinquir mais.  
Na verdade muita água deve rolar debaixo desta ponte de lama. O judiciário, e sobretudo as altas cortes, deves ter o rabo preso também. E tudo isso deve respingar no judiciário, onde bandidos de toga se aposentam com salários integrais quando pegos fazendo safadezas mil.
Agora trava-se uma bela briga da turma de Curitiba, Sérgio Moro à frente, com os meliantes do STF, Gilmar Mentes comandando. O povo e o exército estão a favor das investigações. E não se pode jogar contra o povo eternamente. Isto é coisa do Brasil velho, patrimonialista. Que deve ser varrido para a lata de lixo da história. O povo exige um novo Brasil. Será que desta vez vai dar? Veremos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário