segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O MESSIAS TUPINIQUIM - RECORDAR É VIVER - RAFAEL BRASIL, 22.12.2009.

Resultado de imagem para RAFAEL BRASIL


terça-feira, 22 de dezembro de 2009


O MESSIAS TUPINIQUIM

Certa vez , um reporter perguntou a Perón, quando já estava em seu exílio da Espanha, qual o segredo de sua popularidade, ou mesmo do seu carisma. Perón meio de galhorfa, colocou a sua dentadura sobre a mesa , afirmando que o segredo estava ali, em seu sorriso. O sorriso simpático desse cidadão quebrou a Argentina, que no período entre-guerras era talvez a sétima economia do mundo, duas vezes o tamanho da economia brasileira na época. 
Ainda hoje tem seguidores à direita e  esquerda da pobre vida política Argentina que ainda se rende ao populismo, e submetida, no continente, a política chavista, do bufão Hugo Chávez.
 Perón quebrou a Argentina, dando poderes inauditos à máfia sindical, que ele mantinha devidamente nos bolsos. Com a maior presença do estado na economia, e concessão de direitos corporativos aos funcionários, do estado e da iniciativa privada, Perón inviabilizou o capitalismo argentino. 
Com uma elite rica, e uma grande e influente classe média, a Argentina de hoje já conta como centenas de milhares de miseráveis. Boa parte das elites econômicas mantém bilhões de dólares no exterior, enquanto os peronistas, no poder, ainda manipulam os sindicatos e o estado , sugando ainda mais o que resta de capitalismo no país.
Lula não mexeu nos fundamentos macro econômicos da economia, gozando os louros da estabilização da era FHC, mas o país cresceu pouco, e além de ele aparelhar o estado, encheu os bolsos dos sindicatos e das federações sindicais, redutos das máfias sindicais brasileiras, sempre atreladas ao estado. O que deveria ter sido feito seria desatrelar de vez os sindicatos do estado, com uma ampla reforma sindical e trabalhista. E, claro, isso é que ele não vai fazer, pois não vai trair suas origens. No começo o PT pregava o contrário. Hoje, enquanto procuram canonizar Lula. os chamados movimentos sociais, sobretudos atrelados à assistência estatal, estão calados, pois dinheiro sempre é bom para calar bicos. E com o próximo presidente, sobretudo se ele ser da oposição? Principalmente agora que o presidente deu aumento a todo o mundo e a conta cai explodir no colo de seu sucessor, que, se for responsável, vai ter que apertar o cinto. Vão soltar os cachorros sindicais, com ameaças constantes de greves, sobretudo nos setores estatais? Veremos.
No Nordeste, o PT vai se tornando uma espécie de ARENA na ditadura militar. Amado pelos nordestinos, estes com tradição de lideranças messiânicas, como Conselheiro, Padre Cícero e Frei Damião, Lula talvez ainda volte ao Nordeste, pois, santificado, ele poderia viver num mundo dos seus singelos sonhos, como viver sem ser criticado, num muindo de áulicos, como uma enorme e tradicional casa-grande, bem ao estilo nordestino. Como é cruel a história, não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário