domingo, 5 de fevereiro de 2017

A aposentadoria de Lula - Caiado: Lula deu vexame público - com O Antagonista

Gabeira está errado


Fernando Gabeira, em artigo no Globo, escreve sobre a iniquidade do foro privilegiado e da prisão especial para quem tem diploma universitário, outro privilégio.
A certa altura, ele diz que Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo "têm um pouco de Maria Antonieta pelo desprezo aos pobres e seus martírios".
Na verdade, Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo não podem ser comparados a Maria Antonieta, porque o desprezo da rainha pelos pobres é uma invenção da Revolução Francesa.
A verdadeira Maria Antonieta está na biografia da inglesa Antonia Fraser, na qual se baseia o filme de Sophia Coppola.
Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo são inteiramente de verdade.

A aposentadoria de Lula

Lula bajulou Michel Temer no leito de morte de Marisa Letícia.
Além manobrar contra a Lava Jato, ele tentou também sabotar a reforma previdenciária.
Seu interesse não é tutelar os aposentados.
Lula quer apenas impedir uma reforma capaz de dar um impulso extraordinário ao governo, enterrando de vez qualquer possibilidade de vitória eleitoral do PT em 2018

Caiado: Lula deu vexame público

Ronaldo Caiado, que não esconde a vontade de se candidatar à Presidência, reprovou Lula por politizar o velório de Marisa Letícia.
Em nota, Caiado afirmou que o petista “expõe-se ao vexame público”. Leia a íntegra do comunicado:
"O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), condenou na noite desse sábado (4/2) a postura do ex-presidente Lula ao atribuir a responsabilidade da morte de Dona Marisa a terceiros. Na opinião de Caiado ao politizar o falecimento da esposa, o petista se expôs ao vexame público. Para o senador goiano, é inadmissível Lula inverter mais uma vez os papéis ao tentar acusar a justiça por seus crimes.
“Lula não tem limites em sua capacidade de ser indecoroso. Conseguiu ir além mais uma vez desse limite ao profanar a própria viuvez e ousar atribuí-la a terceiros. Se alguém pode ser responsabilizado pelo infortúnio de dona Marisa, é quem a envolveu nesse mar de delitos, e que não soube (ou não quis) poupar a própria família”, disse.
O parlamentar considerou um desrespeito ao país e a sua família seu discurso durante o velório de Dona Marisa. “Ao tentar politizar - e terceirizar - um drama que ele e somente ele produziu, expõe-se ao vexame público. Fez com a família o que fez com a pátria, semeando desordem e infelicidade. E agora quer acusar a justiça, na tentativa de inverter os papéis. O réu é ele, não a justiça. Lula, se não consegue respeitar o Brasil, deveria ao menos respeitar a sua família!".

Nenhum comentário:

Postar um comentário