sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

O BRASIL CONTRA O CONGRESSO - RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem para charges sobre o congresso contra a lava jato


Nunca na história do país existiu tamanho distanciamento dos políticos com o povo. O que é um perigo, pois nos regimes autoritários e totalitários, a política nunca deixou de existir, só que de um lado. Nos regimes autoritários, os opositores, quando muito perdiam seus empregos no estado, a alguns militantes mais radicais eram devidamente presos e muitas vezes  torturados e mortos. Nos países totalitários matavam logo. 
Os comunistas que fizeram a malfadada Revolução Russa , quando nos tempos do tzarismo, aproveitavam suas estadias na prisão para estudar o comunismo. Quando no poder, matavam todos, e foram os que mais mataram comunistas. Stálin matou TODOS os revolucionários que participaram da revolução. Mao Tsé  Tung nem se fala.
 Aqui nas Américas Fidel perpetrou a ditadura mais sanguinária do continente em sua já triste história de regimes autoritários, muitos até caricatos.
No Brasil a república já nasceu autoritária, e de um golpe sem nenhuma participação popular. Foi uma república já infectada pelo positivismo, que no Brasil era uma espécie de religião, e realmente tinham setores positivistas que fundavam igrejas, cujo messias era Augusto Comte, o pai do positivismo que descambaria para o marxismo, com a idéia de que elites podiam construir uma sociedade perfeita, inclusive renegando a política.
 Para os marxistas, a sociedade comunista prescindiria do estado e da política. Coisa de doido mesmo, só que estas idéias mataram cerca de 150 milhões de pessoas, consideradas descartáveis por   não serem adaptáveis ao sistema.
Hoje no Brasil, a crise está levando, naturalmente, a uma demonização da política. Por isso é preciso radicalizar, digamos, na democracia. Botar esta canalha da finada nova república para fora da vida pública, inclusive botando muitos na cadeia e refundar nossa democracia. A começar por Renan. Como é que pode um meliante como ele sobreviver no poder por décadas e em vários governos? É preciso jogar essa cambada no lugar que eles merecem que é a lata de lixo da história, e claro, que pagem pelas safadezas.
Hoje o congresso nacional é o principal inimigo do povo. A imensa maioria dos políticos está contaminada, pois para se eleger precisam de rios de dinheiro, e dinheiro não nasce em árvores.
No momento todos estão desesperados diante da bombástica delação da odebreceht. Vai sobrar pouca gente. Daí os intensos movimentos contra as investigações, em todos os níveis.
Muitos meliantes do congresso ameaçam não votar as matérias econômicas necessárias, como moeda de troca para a impunidade. Mas diante dos fatos, a recuperação econômica passa pela refundação da república, e do aperfeiçoamento das instituições democráticas. O pior é que faltam líderes. Mas eles aparecerão no decorrer do processo, cada vez mais indefinido. 
Enquanto escrevo o país pode entrar em depressão. Aí é o inferno, se considerarmos que estamos já há décadas no purgatório. Uma situação no mínimo de arrepiar. Mas retroceder jamais. Vamos ver a resposta do povo nas ruas. E nos torturarmos com a podridão das investigações, desnudando a natureza da antes chamada nova república. Que Deus proteja o povo brasileiro. Vige Maria, e vade retro satanás!

Nenhum comentário:

Postar um comentário