quinta-feira, 20 de outubro de 2016

A BOA JORNADA DOS PROFESSORES RODRIGO JUNGMANN E EDUARDO LEAL PELA LIBERDADE E CONTRA A DITADURA COMUNISTA NAS UNIVERSIDADES DO ESTADO - RAFAEL BRASIL

Resultado de imagem para Rodrigo Jungm,ann e Eduardo LealResultado de imagem para Rodrigo Jungm,ann e Eduardo Leal

Como bem diz Olavo de Carvalho, enquanto os setores de direita não forem devidamente respeitados nas universidades e instituições educacionais afins, nunca existirá liberdade no Brasil. Que aliás não tem nenhum partido conservador, quando a sociedade é majoritariamente conservadora, e foi enganada pelos petistas, professores e padres de passeata. Em outras palavras, padres comunistas da malfadada Teologia da Libertação, que não passa de teologia da dominação totalitária. Ademais, quem já viu Jesus pregar o ódio, de uma ficção chamada classe social? Vade retro!
Os professores Rodrigo Jungmann da UFPE juntamente com o jovem Eduardo Leal, lutam para introduzir o pensamento conservador nas universidades do estado, instituindo o contraditório e a pluralidade, fundamentais no processo educativo e de pesquisa. São vergonhosamente achincalhados pela militância comunista, predominante nas universidades, aparelhadas desde os tempos da ditadura pelas esquerdas. E o pior: Com o devido apoio de boa parte dos professores, que deviam ser demitidos sumariamente por tais atos. Isto mesmo: Professores incitando jovens estudantes a achincalhar pessoas que pensam diferente? Uma vergonha, um absurdo! 
Os professores foram insultados pela horda comunista justamente de fascistas. Ora, comunismo e fascismo são duas faces da mesma moeda totalitária. Portanto é um insulto e tanto. Afinal quem prega a liberdade é a direita. A liberdade e os valores cristãos. E foi a direita quem realmente lutou pela democracia neste país. Vide Tancredo, Ulysses Guimarães, Paulo Brossad e tantos outros. Já os esquerdistas lutavam pela ditadura comunista. A democracia seria apenas o meio de chegar lá. Isso é História com H. Sem falsificações ideológicas.
O que os professores Rodrigo e Eduardo devem fazer é processar essa gente. Ninguém é obrigado a assistir palestras. Discordar e discutir as questões fazem parte do que seria a normalidade das atividades acadêmicas. No caso a discussão foi sobre o movimento Escola Sem partido. Os comunistas não deixaram. São fatos mais do que graves. E mostram cruamente o aparelhamento comunista em TODAS as nossas instituições educacionais. Inclusive as privadas. Voltarei ao assunto. 
Dede já me solidarizo plenamente com os professores Raúl Jungmann e Eduardo Leal. São dois homens de bem, e sabem o que fazem. Lutam pela liberdade. Afinal o aparelhamento ideológico comunista nas universidades é um absurdo. É uma afronta à liberdade. É coisa do demo. Que está solto neste país há décadas. Quem duvida? Vade retro satanás!

OBS; A ÚLTIMA BADERNA FOI NA FAFICA, FACULDADE DE FILOSOFIA DE CARUARU. Este povo sabe lá o que é filosofia? Que coisa! Que vergonha! Que merda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário