sexta-feira, 20 de maio de 2016

O PT queria um golpe militar - com O Antagonista



Só há um grupo verdadeiramente golpista no Brasil: o PT.
O partido queria que o Exército pusesse tanques nas ruas para defender o mandato de Dilma Rousseff.
Na última semana, os dirigentes petistas publicaram a seguinte safadeza:
"Fomos descuidados com a necessidade de reformar o Estado, o que implicaria impedir a sabotagem conservadora nas estruturas de mando da Polícia Federal e do Ministério Público Federal; modificar os currículos das academias militares; promover oficiais com compromisso democrático e nacionalista; fortalecer a ala mais avançada do Itamaraty e redimensionar sensivelmente a distribuição de verbas publicitárias para os monopólios da informação".
O general Rômulo Bini disse ao Estadão que o documento expõe "total desconhecimento de como funcionam as Forças Armadas. Eles queriam militares que abaixassem a cabeça para eles, como se tivéssemos Forças Armadas bolivarianas como na Venezuela? Isso é um absurdo".
Um general quatro estrelas do Alto Comando do Exército, que pediu anonimato, disse à reportagem:
"Isso é uma confissão de tentativa de aparelhamento em vão das Forças Armadas. Estão todos furiosos e incrédulos. Isso é quase uma declaração de guerra a nós. Os petistas queriam que nós fôssemos Forças Armadas bolivarianas, como a da Venezuela ou da Bolívia".

Nenhum comentário:

Postar um comentário