quinta-feira, 19 de maio de 2016

"Não haverá indicações políticas na Petrobras" - com O Antagonista



Pedro Parente disse que a orientação de Michel Temer foi clara: "Não haverá indicações políticas na Petrobras."
Segundo ele, a relação do governo com a Petrobras será de "acionista controlador'':
"O interesse do presidente Temer é o sucesso da empresa. É como ele vê e como eu também vejo. É assim que vamos trabalhar."
O novo presidente da Petrobras ressaltou que, como prerrogativa de presidente-executivo, caberá a ele manter ou tirar os diretores. Mas qualquer decisão será submetida ao conselho de administração.
"Os mecanismos de governança vão funcionar como devem funcionar em qualquer empresa de grande porte."

Nenhum comentário:

Postar um comentário