segunda-feira, 9 de maio de 2016

ACABOU A PIADA, MARANHÃO - com O Antagonista



Renan Calheiros disse que seguirá fielmente a Constituição e o precedente do impeachment de Collor, no qual a comunicação ao Senado foi feito por ofício, não por resolução da Câmara.
Também afirmou que não poderia julgar a forma como os deputados manifestaram-se livremente em plenário, quando votaram pela admissibilidade do impeachment.
Renan concluiu que a decisão de Walter Maranhão é absolutamente intempestiva. E que nenhuma decisão monocrática pode sobrepor-se à do plenário da Câmara.
Acabou a piada, Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário