quinta-feira, 25 de abril de 2013

A LOUCA DA ARGENTINA TENTA IMITAR A BRASILEIRA



A Viúva de Tango acaba de provar que é possível falar dilmês em espanhol cucaracha

O vídeo de dois minutos e meio, que registra parte da discurseira de Cristina Kirchner no lançamento de um certo “Plano Argentina 2020″, documenta uma descoberta de alta relevância científica: a presidente do país vizinho aprendeu a falar dilmês em espanhol cucaracha.  Já no começo do palavrório histórico, a Viúva de Tango, trajando um impecável pretinho-velório, recorre ao dialeto inventado por Dilma Rousseff para explicar o que é diabetes.
“É uma enfermidade de gente de alto poder aquisitivo, porque são sedentários, porque comem muito, enfim, com o qual, óbvio… é para todos, não somente para quem tem dinheiro, mas digamos que a diabetes… sim… é uma enfermidade para gente com determinado poder aquisitivo”. Em seguida, trava um violento duelo com a pronúncia de “triglicérides”. E desanda de vez numa performance admirável.
O Brasil finalmente ganhou da Argentina. O papa nasceu lá, mas a primeira presidente incapaz de falar coisa com coisa apareceu por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário