sábado, 23 de fevereiro de 2013

OPINIÃO: LUCINHA PEIXOTO



Ainda a Yoani. Ela merece...



Dia de sábado nem venho sempre aqui. Fim de semana é o meu descanso do blog. Sei que meus leitores sofrem com isto, mas, entendem que também preciso recarregar as pilhas. No entanto, sem subir a serra e os netos ainda dormindo fui ao computador.

Entrei no Twitter muito tempo atrás, penso até antes do tempo que o Blog do Poeta ao invés de inventar concursos de mulheres guerreiras (graças a Deus parece que ele desistiu de “desomenagear” a Dida Tenório, colocando seu nome em tal asnice) apresentava uma jumentinha em pouses eróticas como chamariz do blog. E hoje recebi uma mensagem, nessa parte das redes sociais, de alguém que seguia há muito tempo: Yoani Sanchez.

Junto com esta mensagem havia um endereço de um vídeo no YouTube que segui e vi. Vejam também abaixo:


Voltando, eu pergunto: alguém que diz o que esta moça diz, merece ser escrava em seu país, ou, pelo menos passar o que ela passa? Ela merece ter a palavra cerceada por brucutus do PT e das esquerdas brasileiras?

Só ao saber que foi o PSDB que convidou a blogueira para o encontro acima já me deixa um pouco propensa a largar o que vejo como oferta para 2014 e começar a pensar outra vez em me tornar cada vez mais azul, apesar do Aécio. E não é só por isto. Vejam o que o ex-apedeuta-mor está fazendo com este país. Dentro de uma crise na economia que precisa de comando para sair dela, o cara lança uma campanha antecipada e a presidenta, com um único neurônio em alerta, aceita o jogo. O que fazer então?

A respeito da Yoani, ainda, li hoje em minha ronda madrugadora, um texto do Reinaldo Azevedo onde ele fala do silêncio sobre  este caso por parte da ABI (Associação Brasileira de Imprensa) e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Eu, mais localmente, já achei uma excrescência nenhum blog de Bom Conselho (com as exceções de praxe) tocar no assunto. Mas fico no plano nacional pois a vergonha é maior. E termino esta postagem sabática (no meu caso quer dizer rara), com uma frase do citado blogueiro, em seu texto (“Silêncio vergonhosos”):

“Não se trata de superestimar o caso Yoani. A rigor, nem cumpre falar em assegurar a “pluralidade” porque mal se ouviu o que ela tinha a dizer. A questão é ainda anterior: trata-se de assegurar o direito à voz. Se esses vândalos fazem isso agora com uma visitante de um país estrangeiro, não tarda, e estarão fazendo também com os nacionais.”

Depois, caros colegas blogueiros, não digam que não foram avisados

Um comentário:

  1. Caro correligionário do PLP. Obrigada por replicar meus textos em seu excelente blog.

    Lucinha Peixoto (Blog da Lucinha Peixoto)

    ResponderExcluir