quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

LINDOLFO, O NEUTRO



A coisa mais difícil na política é a neutralidade, simplesmente porque ela não existe. Se você não é de oposição, mesmo não se manifestando, você concorda, de certa forma com "o status quo". Ou seja, com os poderosos de plantão. O velho pudê. Lindolfo diz que vai ficar neutro nas eleições de Caetés, porque diz, por várias razões  não poder concorrer. Será que ele não pode nem dar um reles apoio formal a muita gente que brigou por ele nas últimas eleições? Vem com essa história de neutralidade? Será uma grande covardia, não lutar, nem tampouco pedir pelos velhos companheiros, ademais muitos lutaram e até brigaram por ele. Ou será mesmo que houve um acordo mesmo dele com o grupo dominante? Esta é a pergunta de todos os caeteemses,. sobretudo os que nele votaram fazem.

CONVERSAS NAS RUAS

Tirando Lindolfo, o grupo dominante acha que já ganhou as eleições em Caetés. Segundo alguns, sairia mais barato Zé da Luz comprar Lindolfo, do que gastar muito contra ele nas eleições. Se for verdade, é tramóia de crápulas, e com  dinheiro meu, nosso , que é da prefeitura como de costume. Pelo acordo comentado, Lindolfo deverá ficar calado, e se afastar completamente das eleições. Justamente o que ele disse no rádio. Se verdade, uma vergonha. No momento em que escrevo, áulicos pagos pela prefeitura soltam bombas pela cidade já comemorando a vitória. Estão vendo como fazem política em Caetés? Tudo muito caro, mas com dinheiro público, decerto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário