sexta-feira, 19 de agosto de 2011

CORRUPÇÃO

Sempre defendi que a democracia é por natureza instável, como ademais todos os fatos e atos que envolvem a esfera humana. A própria vida é naturalmente instável, e se esvai, sem hora nem lugar desde que os primeiros protozoários que começaram a habitar a terra. Naturalmente, a vida também é eternamente renovada, e não podia ser diferente na política. Para o bem da democracia, precisamos reformá-la para assegurarmos sua permanência. Há tempos o Brasil precisa de reformas direcionadas ao aperfeiçoamento democrático. Reformar o estado, dar mais poder aos cidadãos, que são os que pagam a conta. Não só de políticas públicas equivocadas, mas também da corrupção. É preciso uma verdadeira cruzada nacional contra a corrupção. Todos devemos vestir a camisa e sair às ruas, repartições públicas ou nos mais variados locais de trabalho, usando símbolos de campanha contra a roubalheira e a pilantragem. Nem dá mais para aturar, nem é hora de ficar parado. O governo Dilma está dando o mote contra a corrupção. Todos os demitidos foram escolhido por Lula, que depois do mensalão escancarou as portas do país para a corrupção. Muitos chegariam a dizer, se até Lula, o antigo arauto da ética na política está roubando, ou pelo menos deixando roubar, vamos todos meter a mão.  Vamos ver se ela continua, radicalizando o processo, o que seria muito bom, ou por pressões da chamada base aliada montada por Lula, vá recuar. Depois de iniciado um processo, ele pode ficar incontrolável por quem o iniciou. Isto é o mais comum na política. A imprevibilidade. Como também na vida privada. Alguém duvida que a política está dissociada da vida?

O CALCANHAR DE EDUARDO

Danilo Cabral foi secretário de educação no governo Eduardo Campos, e é tido por muitos como o seu provável candidato à  sucessão. Na secretaria de educação, contratou a peso de ouro a instituição MODUS FACIENDI, que vem tentando implantar na rede o que eles chamam de "educação do amor". Segundo esta concepção, basta se aproximar pessoalmente do aluno, com muita atenção e amor, e induzi-lo, digamos assim, a serem mais esforçados nos estudos, levando-os ao sucesso. Com a ampliação das escolas intgrais e semi-integrais, o governo pasou a pagar um extrazinho para os pobres professores aderirem, com a condição de não fazerem greve e de se submeterem a práticas pedagógicas mais do que equivocadas, serem servis e submissos com os mandantes de plantão. Resultado:  TEMOS O PIOR SALÁRIO DO PAÍS. Querem que o professor seja psicólogo, assistente social, e tudo o mais, burocrarizando ainda mais o nosso trabalho, já por demais burocratizado. Os alunos que recebemos em sua grande maioria chegam ao segundo grau semi-analfabetos. Todos que estamos dentro da escola sabemos disso. E os maus resultados ainda são atribuídos quase que exclusivamente aos professores. Com todos os problemas. são os professores que ainda carregam o barco da educação, e são os últimos a serem ouvidos. Somos funcionários de estado sendo administrados por estranhos a cada governo que passa. Estes , ou se projetam politicamente, ou enchem os bolsos com o dinheiro da corrupção. Que, como o trádico de drogas, as que descobrem só são apenas a ponta do iceberg. Algém duvida? Se não melhorar o salário dos professores, a candidatura Danilo poderá estar fadada ao fracasso. Bem feito! Que vão para o inferno das cuias estes tecnocratas de merda. Disso já estamos cheios. Nem pense Eduardo que pode formar uma oligarquiazinha no estado. Se até aqui, Pernambuco não formou oligarquias, não é agora que vai ser diferente com o coronelzinho do asfalto Eduardo Campos. Deus nos livre destas coisas.

2 comentários:

  1. Professor, Todas as suas previsões sobre minhas convicções políticas se concretizaram. Continuo aprendendo com o senhor!! Abç

    ResponderExcluir
  2. Por favor me ajudem a denunciar o que está acontecendo aqui em Calçado:
    divulguem este vídeo:


    http://www.youtube.com/watch?v=4kPccMahKxw

    ResponderExcluir