sábado, 22 de janeiro de 2011

Baiano é Raça?


Este senhor acima, o coordenador do curso de medicina da UFBA, senhor Antônio Natalino Dantas, após justificar as baixas notas dos alunos do seu curso no ENADE relacionando-as ao baixo QI dos baianos, está passando por um linchamento moral na Bahia.
Acusado de todos os crimes imagináveis, como nazismo, difamação e outros, o mais hilário é o de racismo. Então, baiano agora é raça? Que feito antológico! Tal descoberta tem de ser comunicada às faculdades de antropologia do mundo, já que no Brasil descobriu-se uma nova raça: a raça baiana.

Acusar de racismo e de nazismo um homem que diz que o baiano tem QI baixo é algo desnecessário e improvável. Pelo que se ver, o QI dos baianos está na fossa mesmo.
A cultura baiana era Castro Alves, Herberto Sales, Rui Barbosa, Romano Galeffi, Jorge Amado e outros grandes.
Hoje, cultura baiana é o Gilberto Gil, ora!
Antigamente, dizia-se que baiano burro nascia morto. A partir do momento em que o Gilberto Gil assumiu o Ministério da Cultura, lá em Salvador morreu o último baiano inteligente. E agora não tem mais remédio, o que se vai fazer? A Bahia já era. Aquilo ali era um cadinho, de onde saía muita coisa interessante, agora só sai bobagens.
Quando se começa a dá muita importância a esses valores culturais puramente folclóricos, você rebaixa o país.

Dia desses, o Gilberto Gil queria que o Samba do Recôncavo se tornasse Patrimônio Cultural Universal! Ora, o mundo não pode existir sem o Samba Do Recôncavo. O que é a Relatividade de Einstein ou a Lógica de Aristóteles diante do Samba do Recôncavo? O que é a Física Quântica ou a obra de Bach perto do Samba do Recôncavo? Meu Deus...O que seria do mundo sem o Olodum? Já não bastam as milhares de ONG's picaretas que sobem os morros, pagas com dinheiro do petismo, para ensinar a molecada a bater latas? A cultura baiana tá capenga mesmo. E chamar de racista e nazista a esse senhor é a prova de que o QI é baixo de verdade. Os baianos de hoje desonram a velha Bahia.

Dias atrás, a Gal Costa quase foi linchada por ter escrito no seu twitter que os baianos são preguiçosos, sendo que ela apenas recorreu a um clichê que rola o Brasil, sem nenhuma comprovação, claro, já que há preguiçosos em todos os cantos. Porém, como ser politicamente incorreto hoje em dia é quase crime, a cantora, que é baiana autêntica e uma das de grande talento, pagou o preço sendo ridicularizada em tudo o que é jornal. Hoje, se é tachado de racista quando se diz algo que esses movimentos sociais pelegos não gostam, uma pura sandice.
Bons tempos aqueles em que baiano burro nascia morto.

5 comentários:

  1. Se você concorda com essa aberração por parte desse coordenador,imagina o que falarão de tua terra "RONDÔNIA".
    Se a Bahia a teu olhar acadêmico tem só a cultura de bater lata imagina o que falam de tua selva.
    Se fosse explanar e debater sobre cultura baiana passaríamos anos a divagar sobre o assunto.
    Se queres polemizar,infelizmente estais em um bom caminho.Acho que a próxima vítima será Pernambuco.
    Einstein,recife/PE

    ResponderExcluir
  2. Eu não "tulero" esse sujeito por nome de Einstein. Posso até tá enganado, mais esse elemento demonstra ser um marginal de alta periculosidade...........

    ResponderExcluir
  3. pensei que voce iria falar sobre a mitica identidade baiana construida por conta de alguns autores e compositores que sao tomadas cm analises sociologicas cientificas... qd sao romanceadores. infelizmente o que é ->veiculado pela midia <- nao me agrada em conteudo literario, e reconheço que existam nelas ritmos mt bem elaborados, envolventes. e uma grande parte da produçao fica relegada ao cenario independente, pois "nao vendem" e n chegaram ao faustao. portanto o que conhece da bahia a partir de seu limitado ponto de vista influenciado esta circunscrito a uma parcela de toda produçao artistica... o samba de roda do reconcavo nao pode ser comparado com uma teoria de einsten ou a aristoteles! estritamente por serem coisas de naturezas completamente diferentes e, portanto, compara-las m qualidades (quem eh melhor q quem) nao é pertinente a uma analise sobre a necessidade de se tornar o samba de roda um patrimonio imaterial, comparar essa estetica q se manteve durante SECULOS por herdeiros de ESCRAVOS, que de herança somente a marginalização, a ongs picaretas é um crime! chamar aquelas sras do samba de roda Suerdieck em Cachoeira de picaretas é, no minimo, motivo pra danos morais. valores culturais puramente folcloricos sao os seus, de uma burguesia pobre que soh valoriza a riqueza internacional "erudita". Aristotels, Bach, Einsten, quantas naçoes nao continuaram prosseguindo suas vidas sem sequer ter ouvido falar neles? Materia Ridicula

    ResponderExcluir
  4. Pedro do livamento(errou na escrita então não vai ser LIVRE),gostei da análise do texto em que Hadriel"SORBONNE" teceu comentários ridículos sobre a Bahia.
    Espero que o professor de geografia formado em SORBONNE pense duas vezes antes de qualquer explanação e comentários infelizes.
    Tudo que é brasileiro para esse cara(tem síndrome de vira-lata)é sinônimo de coisa ruim e só os estrangeiros podem ou fazem melhor.que ridículo.
    Einstein,recife/PE

    ResponderExcluir
  5. Esse texto não é do Olavo de Carvalho?

    ResponderExcluir