domingo, 12 de dezembro de 2010

Diplomacia e Vazamentos.

Não existe diplomacia sem segredos. É um fato.
Nas últimas semanas, a imprensa mundial tem dado muita ênfase aos vazamentos de telegramas da diplomacia americana, obtidos, convenhamos, de forma criminosa por um agente militar. Tais relatos causaram um alvoroço e levantaram novamente sentimentos antiamericanos como os famosos: ''Tá vendo, não disse que são os culpados!?'' ou '' Vejam como são golpistas e falam mal dos outros''. Tudo balela e falta de informação, claro. Todos os conteúdos não passam de análises, opiniões, sugestões e conselhos aos substitutos, já que muitos estavam sendo trocados e tinham o dever de deixar a par sobre a situação do cargo. No mais, algumas fofocas rotineiras, típicas de quem convive com gente de diferentes âmbitos e diferentes culturas. Daí surge a pergunta: o que há de tão grave nesses vazamentos? Penso que nada. Há planos de uma conspiração aqui, ali, ataque iminente, genocídio nuclear? Não. Por que tanto respaldo e repercussão? Porque envolve os EUA, é óbvio. ''Ah, mas estavam espionando a ONU''. A China e A Rússia não o fazem?( Lembram-se da KGB? Ela ainda existe, só chama-se FSB, com os mesmos métodos, claro) ''Pediram o tipo sanguineo e exames mentais do Kirchner''. Nem a esposa dele teria interesse nisso, e agora que morreu...
Seria bom que o Wikileaks também vazasse documentos de outras diplomacias como a nossa, por exemplo. Quem não gostaria de saber o que conversam Celso Mico Amorim com os cubanos? Ou Marco Garcia com os iranianos? Trocar receitas de pastéis, juro que eles não fazem.
Há três dias o Lula saiu em defesa do site e do dono do mesmo, um australiano radicado na Suécia, dizendo está defendendo a liberdade de expressão. Muito bem. Não se esqueçam que foi o Governo Lula quem criou as tais Conferências de Mídias, justamente para...suprimir a liberdade de expressão. Cômico, não é? O Franklin Martins foi o responsável, junto com entidades pelegas ligadas ao PT e, claro, financiadas por ele.
Parece que o Lula exagerou no Whiskyleaks, antes de falar do Wikileaks.

Nenhum comentário:

Postar um comentário