sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Democracia e Imprensa


DEMOCRACIA E IMPRENSA




Não existe democracia sem imprensa livre. Nunca, em qualquer lugar do mundo democrático funcionou quaisquer controle sobre a imprensa que mão resulte em algum tipo de censura. E a imprensa tem limites, não se pode publicar o que quiser, sobretudo nesses tempos ditos politicamente corretos. Só ditadores ou autocratas não gostam da imprensa. Usam a liberdade de imprensa para implantar suas ditaduras, não é Lênin? Não é Hitler? Claro, não estou comparando Lula com estes dois monstros, mas tem muita gente em seu derredor que adora o primeiro. Gente como Zé Dirceu, ou mesmo Franklin Martins, por exemplo. E Dilma? É mentirosa quando diz que pegou em armas para defender a democracia, mas na verdade, queria usá-la para implantar uma ditadura leninista no Brasil. Li muitos manuais leninistas. Como todo metido a comunista, respeitava e admirava Lênin o ‘Guia genial dos povos” segundo Gramsci, comunista italiano que nos anos setenta fez algum sucesso por aqui. Também fui um dos seus admiradores, sobretudo por suas ligações com a moderada Segunda Internacional Comunista, com colorações, digamos social-democratas. Todos os comunistas eram orientados para adorar a santíssima trindade do comunismo, segundo Reymond Aron; Marx, Ecgels e Lênin. Os stalinistas quiseram emplacar Stálin mas não deu certo por muito tempo. Felizmente. Mas para muitos comunistas, Lênin é e deve ser poupado. Não deve. Era um crápula, e teria coragem de pisar no pescoço da mãe em prol da revolução. Foi ele quem implantou as bases do estado totalitário, o qual os nazistas das SS tanto admiravam. Uma das primeiras medidas de Lênin foi aniquilar toda a imprensa. Só o partido podia ter jornais. E censurar as artes e tudo o mais. Um aniquilamento quase total das artes do país. É com gente que pensa assim que o Brasil vai ser governado? Vade retro satanás!



ESTRANHOS TEMPOS



Fernando Gabeira deu uma palestra no clube militar sobre terrorismo e democracia. A UNE, a CUT e outras centai$ $indicais menos votadas, participaram de uma manifestação contra a liberdade de imprensa. Todas pelegas, mafiosas. A UNE também, virou chapa branca. Também recebe grossos subsídios do governo. Gabeira é um sincero convertido à democracia há tempos. Hoje renega o terrorismo e o sequestro político, por exemplo. Não mente, como Dilma, dizendo que pegou em armas para defender a democracia. Sabe muito bem o quanto as esquerdas da época eram “democráticas”. Todos, como o velho Lênin, ou mesmo Trotski o grande dissidente à esquerda do sangrento século XX, pregavam em aproveitar as brechas do estado burguês e da democracia, para chegar à ditadura do proletariado. E ainda tinham os “democratas” maoístas. Estes eram da turma do PC do B, que pensando que o Brasil era a China, tentaram fazer uma guerrilha no Araguaia no começo dos anos setenta, se não me engano. Pelo menos uma cantena de jovens fanáticos foram perseguidos por mais de dois anos na selva, e aniquilados. Quando não, sofreram horríveis torturas. Enquanto isso, os duros do regime vibravam. Pensavem que o poder estava com eles, e quase o mantiveram, diga-se de passagen. Geisel autocraticamente afastou os duros do regime ao demitir Sylvio Frota, num feriado de Nossa Senhora Aparecida. E garantiu a abertura política possibilitando a volta da democracia. Que o PT e Lula foram contra com Tancredo na Época. Isto é história.

IMPRENSA BOA



Para Lula e seus reacionários assessores, imprensa boa é àqiela que sempre elogia. Aliás, Lula sempre teve muitos babões jornalistas. Ele mesmo já disse que a imprensa foi muito importante para a sua ascensão. Bem , mas o que este cidadão diz, não se escreve. Nunca, em toda a história deste país , tivemos um presidente tão iletrado e mentiroso. Ademais, não foi a imprensa quem invenmtou os escândalos da casa civil. Já pensaram, um escândalo desses com o PT na oposição? Vige Maria!



MARINA



Dilma desceu um pouquinho. Torço para que caia mais. Marina está subindo, sobretudo entre os formadores de opinião. Se a tendência continuar, teremos segundo turno. Se for com Marina Tudo bem. Votarei nela, claro. Contra esta camarilha que está no poder não deixa de ser uma boa opção.

3 comentários:

  1. Pôs os pingos nos is, professor. Bela recapitulação. Realmente esse pessoal é autoritário e considera a democracia relativa, claro. Lembro-me de quando o senhor dizia que a democracia era o pior regime, com exceção dos demais. Aquilo era de uma honestidade intelectual gigante e vc era o único dentro daquela malfadada FFPG que tinha a coragem de dizer isso e que não era doutrinador esquerdista semianalfabeto.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Os jornalistas dividem-se nos que apoiam as arbitrariedades do governo e os que defendem a ferro e fogo a democracia! A última mostrando as maracutáias e revelando seus autores. Não são acusações sem prova, mostram a verdade nua e crua sobre os fatos. Como explicam tantas pessoas desmascaradas? São coitados? Certamente não! Coitados somos nós que temos que ver o Brasil na situação que se encontra: entregue as baratas. Esse regime é mesmo ditatorial!

    ResponderExcluir